Analecto

7 de novembro de 2011

De voltinha.

Filed under: Saúde e bem-estar — Tags:, , , — Yurinho @ 21:02

Depois da mudança, muita coisa aconteceu. Primeiro, muita confusão pondo os objetos nos lugar. Depois foi a falta de privacidade, seguido pela falta de conexão e mudança nos hábitos matinais.

Mas, com o tanto que eu tenha conexão com a Internet e com o tanto que eu possa continuar indo para a Universidade, ficarei bem, já que minha vida se resume à isso mais o essencial para sobrevivência (água, comida, sono, eliminação).

Consegui arrumar tempo para mim mesmo, tempo esse bem despendido no uso de duas das seis fraldas que me restavam. Vesti-las enquanto você ouve Map Screen me fez parecer meio bobo, mas até que eu gostei. Fiquei agindo feito criança por uma hora e meia antes de começar a pensar num meio de esconder meus rastros. Não foi difícil, mas não vou partilhar detalhes (a não ser que peçam por detalhes).

Minha arte está normal, embora eu esteja com inveja de artistas digitais. Comecei a cogitar a possibilidade de para de desenhar, já que não posso adicionar algo novo ao estilho tradicional e não tenho paciência para aprender arte digital.

Falei com Rain para matar a saudade e parece que o demo jogável será disponibilizado ao público no Natal. Naturalmente, o jogo estará caracterizado (leia-se “natalino”).

1 Comentário »

  1. […] Desde que me mudei para a zona rural, as poucas opções de lazer alternativo se foram. Não tenho mais amigos que me visitem, nem amigos a quem visitar. Não há locadoras de videogames, só templos e casas de festa onde toca forró (aliás, meu vizinho paga bandas de forró para tocar para ele, ao que aparenta). Então eu fico com tédio. Minha mãe se sente culpada por causa do meu tédio e sugeriu que eu fosse visitar meus colegas como meu irmão faz, mas vocês sabem como eu sou apegado à minha rotina e visitar amigos simplesmente não me atrai, porque eu iria ficar um tempo insatisfatório lá e tempo demais para ir e para voltar, levando em consideração que eu normalmente tenho horário para voltar, a ida demora quinze minutos de ônibus mais vinte minutos à pé, fora o tempo de espera na parada. Eu não poderia ficar com meus amigos, supondo que algum estivesse em casa, por mais que vinte ou trinta minutos, levando em consideração que eu sairia às quatro e voltaria às seis. Por que não sair mais cedo? Porque meus amigos, especialmente Elizabeth, dormem pra caramba. Ir de manhã não é opção. Também não quero chegar lá na hora do almoço. […]

    Curtir

    Pingback por Preocupei minha mãe. « Pedra, Papel e Tesoura. — 26 de dezembro de 2011 @ 13:36


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: