Analecto

23 de novembro de 2011

O que eu penso da censura.

Filed under: Organizações, Saúde e bem-estar — Tags:, , , — Yure @ 18:37

And since I’ve done 2 journals quickly, here’s the third — Iakhot’s Journal — Fur Affinity [dot] net.

A censura é uma prática típica e quase sempre presente em todos os meios de comunicação. A intenção da censura é bloquear conteúdo conforme os costumes e leis federais (ou estatais) de um local. Assim, se algum conteúdo difundido em mídias massivas, como a televisão e o rádio, que vá de encontro com as leis e os costumes locais é censurado, ou seja, escondido, bloqueado.

Enquanto é compreensível que a censura seja usada pelo Estado para a manipulação de indivíduos (compreensível, porém não aceitável), existe outro tipo de censura: a censura idiota. Este tipo de censura bloqueia conteúdo que, na verdade, não é malicioso nem prejudicial à população, porém vai contra certos padrões conhecidos como costumes conservadores. Isso deve-se ao fato de, por exemplo, o Estado atrair maus olhares da população quando algo que estes não concordam é divulgado em mídias massivas.

Muito conteúdo que é bloqueado não faz mal, mas é censurado simplesmente porque parte da população é conservadora demais. Mas quer saber? Isso tira a responsabilidade dos pais e das escolas. A educação deveria apresentar as opções e explicá-las ao invés de deixar o Estado barrar conteúdo dos meios de comunicação. Censura não seria necessária se a educação fosse melhor. Educação sexual? Desnecessário; só precisamos que o Estado corte qualquer menção ao sexo dos meios de comunicação e que os pais também fiquem calados à respeito. Consciência ecológica? Perda de dinheiro; deixe que o Estado censure os crimes ambientais que afligem o país. Humanismo? Formação humana? Filosofia? Para quê? Afinal, o Estado, com a censura, pode fazer o mundo parecer perfeito. Será que isso está certo? Óbvio que não.

Daí, quando seu filho vê algo na televisão que “não devia”, de quem é a culpa? Da educação? Dos pais? Não, do Estado, que deixou que seu filho tivesse uma visão diferente do estipulado e saísse do padronizado.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: