Analecto

26 de fevereiro de 2012

Aconteceu mesmo.

Eu estava jogando Yu-Gi-Oh! Duelists of the Roses, perdendo, com 3600 pontos de vida. Meu oponente, Mako Tsunami, tinha o jogo sob controle, mas eu ainda podia virar o jogo. Eu só precisava de fé no coração das cartas sorte.

Mas aí, Mako avançou em mim com o Tubarão Negro Comedor de Homens, no momento com 2600 pontos de ataque.

Por algum motivo obscuro, eu perdi com aquele ataque. Eu tinha 3600 pontos de vida e levei dano de 2600, eu deveria ter sobrevivido, com 1000 pontos restando. A máquina simplesmente me roubou 1000 pontos de vida.

Se eu fosse uma mulher, ficaria passada. A propósito, não bloguei mais cedo hoje porque um problema elétrico ameaçou pôr a casa em chamas.

Finalmente, minhas aulas começam amanhã e poderei voltar a fazer algo produtivo na minha pacata vida de nerd. Obrigado, Senhor.

Desejem-me sorte.

Anúncios

1 Comentário »

  1. […] pais. Eu sempre jurava que eu me vingaria, mas o dia nunca veio até que ela ameaçou meu precioso baralho, aos treze anos. Foi quando eu, pela primeira e única vez, bati nela (ela tinha uns dezessete […]

    Curtir

    Pingback por A peguei se depilando! | Pedra, Papel e Tesoura. — 16 de dezembro de 2014 @ 23:35


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: