Analecto

17 de julho de 2013

Não há qualquer motivo racional que justifique o que ela fez.

Meu sobrinho está doente e minha doença ameaça voltar. Cara, que saco. As aulas vão começar e parece que não vou mesmo ter sossego. Pelo menos enquanto elas não começam, posso aproveitar o tempo de bobeira. Este será o oitavo semestre. Estou perto de terminar o curso, finalmente. Só preciso de uns créditos extracurriculares. Será complicado entrar nessas coisas, mas espero que pelo menos um ou dois minicursos sejam grátis. Aí posso afanar o troco e comprar fraldas.

Minha mãe tem estado muito encima no que diz respeito ao meu sono e não admite que foi um erro nos mudarmos pra cá. Não somente temos vizinhos que queimam mato o tempo todo como também esses vizinhos são viciados em drogas e têm armas. Ela sabe que se mudar pra cá foi uma péssima ideia, mas não pretende engolir o orgulho e admitir tão cedo. Tenho dormido mal, mas porque tenho me sentido aventureiro. Tentei fazer meu computador rodar arquivos de ipad, mudei a estrutura do meu diretório de músicas, consegui fazer Audio Overload funcionar e ainda testei o Crossover. Estou de férias, não preciso dormir cedo porque não preciso acordar cedo. A única pessoa que quer que eu acorde cedo é ela, mesmo sem haver razão para isso. Eu normalmente acabo dormindo de novo.

Ela pagou um alergista pra tentar nos curar dos males causados pela fumaça. Ele provavelmente nos dirá pra nos mudarmos, como eu disse. Afinal, não é resposta certa nos adaptarmos ao estilo de vida dos vizinhos só porque eles são marginais. O fato é que nunca deveríamos ter movido pra cá. Nunca. Minha mãe nunca deixou claros seus motivos, prova de que são motivos estúpidos. Ela deveria ter ficado na outra casa onde não tínhamos nenhum dos 1001 problemas que temos atualmente. Falta água, tem fumaça, não é seguro, não tem hospitais ou delegacias por perto e meu sobrinho pegou dengue. Ela só pode ter uma razão passional pra ter mudado (“quis me mudar mesmo” não cola), porque não há qualquer motivo racional que justifique o que ela fez.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: