Analecto

20 de janeiro de 2014

TestDisk – Partition Recovery and File Undelete

Filed under: Computadores e Internet, Passatempos — Tags:, , , — Yure @ 18:54

TestDisk – Partition Recovery and File Undelete.

Resolvi que eu iria formatar meu computador novamente, mas desta vez para instalar um sistema de sessenta e quatro bits. Isso melhorou e muito a velocidade por aqui. Eu tinha medo de instalar um sistema operacional de sessenta e quatro bits porque eu sempre supus que isso não era pra mim. Acho que subestimei meu computador e agora posso ter acesso ao seu potencial máximo.

Antes de comentar como foi a instalação, faça um pequeno experimento. Abra um terminal e digite grep –color=always -iw lm /proc/cpuinfo. Cheque se o sinalizador -lm aparece no resultado. Se aparece, seu computador é capaz de executar em modo de sessenta e quatro bits.

De posse dessa informação, baixei o Linux Mint Debian Edition 64bit Cinnamon Edition. Daí instalei-o, mas, na hora de mover os meus arquivos do pen drive para o computador (claro que eu tinha de copiar meus arquivos, principalmente minha base do Keepassx), a droga do sistema de arquivos do pen drive estava corrompida. Provavelmente corrompeu com a intensa carga que pressionei sobre ele, fazendo-o copiar muitas coisas por vez. Mas de toda forma, estava corrompido. E agora?

Procurando uma solução na Internet, encontrei o Testdisk, uma ferramenta capaz de consertar sistemas de arquivos NTFS defeituosos. Assim, se seu pen drive ficar corrompido do nada e você tiver arquivos importantes nele, você pode tirá-los de lá antes de fazer uma necessária reformatação (as instruções abaixo devem ser executadas sob um sistema operacional Linux, preferivelmente Linux Mint).

  1. Baixe o Testdisk, mediante o comando sudo apt-get install testdisk.
  2. Dê o comando sudo testdisk /dev/dispositivo ao terminal, mas substituindo /dev/dispositivo com o caminho ao seu dispositivo. Você pode saber o caminho na interface do Utilitário de Unidades (que pode ser instalado com sudo apt-get install gnome-disk-utility). No meu caso, o comando foi sudo testdisk /dev/sdb.
  3. O Testdisk é uma ferramenta de linha de comando, mas com uma interface textual de usuário. Então você navegará entre as opções usando as setas do teclado e confirmará opções com o enter. Escolha a mídia alvo com as setas do teclado e, quando estiver pronto, aperte Proceed.
  4. Selecione o tipo de partição. No meu caso, era uma partição Intel. Foi chute, contudo, e não sei qual o critério para se fazer uma escolha consciente aqui.
  5. Aperte Analyze.
  6. Aperte Quick Search.
  7. Aperte Continue.
  8. Aperte P, no teclado, para listar os arquivos que o Testdisk conseguiu encontrar no disco corrupto.
  9. Selecione o arquivo ou diretório que você quer copiar para seu computador e aperte C no teclado.
  10. Selecione a localização onde os arquivos copiados devem ser guardados e aperte C mais uma vez.
  11. Repita o passo nove (e o dez se for requisitado) quantas vezes forem necessárias, uma para cada arquivo ou diretório que você quer salvar (literalmente).
  12. Termine o programa quando achar que já chega. Caso haja erros durante a cópia, é porque alguns arquivos que você tentou copiar estão corrompidos além de qualquer esperança de reparo. Meus pêsames.
  13. Supondo que você tenha salvo os arquivos no diretório pessoal, execute também sudo chown -R nome-de-usuário /home/nome-de-usuário, substituindo nome-de-usuário pelo seu nome de usuário, porque o Testdisk é executado como superusuário, logo os arquivos salvos são propriedade do usuário root. No meu caso, o comando foi sudo chown -R yure /home/yure.

Mais informações (em inglês) aqui.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: