Analecto

20 de outubro de 2014

Outubro, segunda parte.

Filed under: Livros, Saúde e bem-estar — Tags:, , , , — Yure @ 18:06

Admito que algumas coisas sobre Zenão eu não consigo entender. Pra quem perdeu a aula, Zenão de Eleia foi aquele indivíduo que usou argumentos lógicos derivados de sua formação eleática para defender a tese de que o movimento não existe, porque é contraditório que exista. O argumento do estádio e do movimento oposto é muito complexo e eu preciso que alguém desenhe aquilo pra mim, para que eu possa entender o que ele está querendo dizer. Mas o argumento do Aquiles e o da flecha são entendíveis. O fato é que, às vezes, eu me pego pensando se Zenão realmente engolia metade das palavras que ele proferia. Será que ele realmente estava convicto de que o movimento é uma ilusão? Ou será que tudo o que ele queria era defender a doutrina do ser como uno e imóvel perante as acusações dos outros? Afinal, a doutrina do ser era muito cara a Parmênides, que adotou Zenão como filho e por ele tinha muito carinho. Talvez Zenão só se sentisse em débito com Parmênides e queria manter aquilo que Parmênides tinha de mais importante, em nome da felicidade do mestre, que é a doutrina do ser. Agravado pelo que alguns pesquisadores dizem dele, que ele é o fundador da dialética erística. Até onde sei, a erística é a argumentação que visa destruir a argumentação do outro, sem necessariamente estar comprometida com verdade e formação. É a dialética de ataque, reduzindo o ponto de vista do outro ao absurdo, de forma que sua posição torne-se insustentável. Se você não pode vencer, faça o outro perder. A conclusão de que o movimento não existe é muito distante da realidade sensual, é uma argumentação que passa longe do sensível. É algo bastante conceitual e elevado, difícil de entender, difícil de refutar mesmo após entender. Outros com intelecto mais desenvolvido conseguiram refutar, mas suas refutações também precisam ser complexas e elevadas, mostrando o quão difícil é levar Zenão abaixo. Ele devia amar mesmo Parmênides e seu ser.

Fico feliz com o andamento das negociações entre sindicato e governo, mas ainda não tenho nenhuma esperança de que minhas aulas comecem logo. Não posso fazer previsões, mas ainda posso estudar. E continuo lendo e refletindo filosofia pra me manter são. Na última greve, eu não fazia isso, mas descobri que manter-me ocupado com filosofia, mesmo sem receber nota por isso, me mantém longe da tristeza que me afligiu todos os dias da última greve. Além disso, aproveitar a greve para conseguir crédito extra não é má ideia e minha mãe arrumou um curso técnico de hardware pra mim. Barato, longo (com um certificado de mais horas) e útil. Quanto ao trabalho como professor de informática, tive de recusar; na época em que me foi oferecido, eu não tinha começado o tratamento contra tuberculose e, se eu infectasse alguém e descobrissem, eu perderia meu emprego de qualquer jeito. Seria mais condizente que eu me tratasse antes de procurar emprego, mas é seguro estudar fora durante o tratamento, especialmente agora que estou no segundo mês. Não posso dizer que o tempo está passando rápido, mas posso dizer que não está se arrastando.

Tenho estado meio chateado, contudo, por causa da fumaça. Embora os vizinhos tenham dado um tempo na fumaça por aqui por perto, há uma mata a alguns metros daqui. Por causa do calor, ela pega fogo mais ou menos uma vez por mês, causando pânico nas ruas mais próximas e muita fumaça, que cobre vários quarteirões. Ao menos, não é uma fumaça que faz muito mal, considerando que é apenas mato. Pior seria se estivessem queimando lixo ou borracha. Triste, mas é verdade: talvez eu esteja me acostumando com a fumaça.

Anúncios

2 Comentários »

  1. I’m no doctor, but I think the smoke might have reduced your body’s defenses which could be a contributing factor to TB (maybe but I can’t tell).

    Curtir

    Comentário por pouar — 20 de outubro de 2014 @ 19:07

    • I don’t know if things work that way, but this smoke can’t be good at all.

      Curtir

      Comentário por Yure — 21 de outubro de 2014 @ 16:33


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: