Analecto

21 de dezembro de 2014

Sobre chiptune ocidental.

▶ Thanatos – Julian Breeze (CPC 6128) – YouTube.

Uma coisa que se observa em música antiga de jogos eletrônicos: muitas vezes, a música nada tem a ver com o tema do jogo. Ao que parece, em Thanatos, você tem que controlar um dragão e eliminar o máximo possível de gente antes que essa gente lhe mate. Mas a música que toca durante o jogo… é triste. De fato, morte é algo triste, mas o que se espera de um jogo assim é uma música agressiva que deixe o jogador nas raias de tornar-se um assassino. O que não significa que a música ou o jogo sejam ruins por causa dessa dissonância, mas é certamente estranho. Outro exemplo seria o Lethal Weapon para Atari XL/XE. A música é alegre, quase cômica, e trata-se de um jogo cujo o nome é “Arma Letal”…

Era quase como se a música tentasse brilhar por si própria ao invés de brilhar junto com o jogo. A música de jogo ocidental, por mais tempo que a oriental, perseverou nessa direção quando o assunto era chiptune, mas passou a também se comprometer a combinar com o jogo. Isto é, apesar de combinar com a cena, a música de jogo ocidental ainda tentava se sobressair. Quer um exemplo?

Older Posts »

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: