Analecto

25 de dezembro de 2018

Preocupações.

Filed under: Notícias e política, Passatempos — Tags:, — Yure @ 18:13

Depois de um tempo me dedicando à vida real, eu resolvi voltar a estudar e escrever. Mas eu tenho um monte de material sobre temas obscuros que ainda faltam ser lidos e também um monte de material de filosofia que eu tenho que ler. Por exemplo, eu comecei a ler Ideologia Alemã. Apesar do nome, não é nenhum comentário à obra de Hitler, mas um livro do Engels e do Marx (ótimo clima político pra ler obras comunistas). Então eu resolvi equilibrar as coisas: para cada livro de filosofia lido, eu publicarei anotações sobre outros textos lidos, que ficarão aguardando o momento de ser postadas. Faço isso pra evitar o monopólio de alguns conteúdos.

Bom, é vinte e cinco de dezembro. Bolsonaro assumirá em breve. Isso me preocupa. Por exemplo: esses dias o Toffoli negou a soltura de prisioneiros em segunda instância, apesar de essa ser a coisa constitucional a ser feita (ninguém pode ser preso sem que seus recursos legais tenham se esgotado, algo conhecidos como “trânsito em julgado”). Quem podia apelar para instâncias superiores não deveria estar preso. Por que ele negou? Se especula que isso tenha a ver com uma reunião das Forças Armadas que tomou todo aquele dia e com pressões via Twitter. Suponhamos que os acontecimentos estejam conectados. Se o Toffoli tiver cedido à pressão dos militares (supondo que tal pressão tenha ocorrido), então a república democrática já acabou e um golpe militar já aconteceu. Não seria questão de pensar se a república democrática vai mal ou está em crise, mas de pensar em como restabelecê-la. Se isso for comprovado, o Brasil morreu pra mim. Temos que ressuscitá-lo.

Outra coisa que me preocupa é a possível remoção da disciplina de filosofia do ensino médio. Essa é uma possibilidade mais remota, me parece, já que o governo que vem tem outras preocupações mais pertinentes e parece que ele sempre volta atrás quando diz algo impopular. Além disso, com o novo ensino médio, as redes estaduais de ensino terão autonomia para gerenciar as partes diversificadas do currículo. Meu estado tem governo petista, então talvez ele ouça o clamor dos professores do estado e inclua filosofia na parte diversificada.

Talvez eu esteja me preocupando demais. O fato é que eu já vejo que eu não vou gostar desse governo, que ele tem chances sérias de prejudicar a mim em particular. Isso, claro, se o Bolsonaro governar, não outro que possa vir a tomar o lugar dele. Eu não saberia o que esperar de um segundo (ou terceiro, talvez quarto) golpe em tão pouco tempo.

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: