Alguns conselhos de Agostinho, parte 2.

Vocês já viram isto antes e agora vão ver de novo. Como eu acabei minha leitura do livro seguinte de Agostinho, tá na hora de mostrar o que eu aprendi lendo ele. Trata-se da Doutrina Cristã. Apesar do nome, é um manual de hermenêutica e oratória, se bem que orientado a estudantes e pregadores. TentoContinuar lendo “Alguns conselhos de Agostinho, parte 2.”

Avalie isto:

Some advice from Augustine, part 1.

I said last time that I was reading the City of God, by Augustine. Now that I have finished reading at least the first books of this work, I can share what I learned by reading them. I managed to get some things out of it that are still useful today, since Augustine is aContinuar lendo “Some advice from Augustine, part 1.”

Avalie isto:

Alguns conselhos de Agostinho, parte 1.

Eu falei da última vez que estava lendo a Cidade de Deus, de Agostinho. Agora que eu terminei de ler ao menos os primeiros livros dessa obra, eu posso partilhar o que aprendi a lendo. Consegui tirar dela algumas coisas que são úteis até hoje, já que Agostinho é um filósofo bastante atual. O malContinuar lendo “Alguns conselhos de Agostinho, parte 1.”

Avalie isto:

Estados Unidos e China: o sujo falando do mal-lavado.

Eu disse que postaria menos, não que eu pararia de postar. Estou preparando umas anotações sobre A Cidade de Deus, de Agostinho, pra colocar aqui. Desta vez, eu arranjei assunto, porém. É sobre a guerra fria entre Estados Unidos e China. Duas acusações americanas me chamam a atenção nos ataques desferidos ao povo chinês. EContinuar lendo “Estados Unidos e China: o sujo falando do mal-lavado.”

Avalie isto:

Anonymous e Bolsonaro.

Recentemente, o Anonymous obteve dados pessoais de vários ministros, alguns deputados e do próprio presidente do Brasil, vazando-os no Pastebin. Os dados ficaram online apenas por pouco tempo, mas muitos conseguiram obtê-los antes de serem apagados. Agora, tem gente ameaçando a família da Sara Winter e pessoas depredando a casa do Weintraub. Até aqui, nadaContinuar lendo “Anonymous e Bolsonaro.”

Avalie isto:

Isolamento social e protestos pela democracia.

Eu tinha publicado um texto sobre como eu não achava que a torcida do Corínthias deveria sair do isolamento pra combater os fascistas que tomaram conta das ruas, porque eu esperava que o vírus resolveria isso por nós. Mas, vendo as coisas que aconteceram no final de maio, eu comecei a reconsiderar. Eu comecei aContinuar lendo “Isolamento social e protestos pela democracia.”

Avalie isto:

Sobre o protesto da torcida corinthiana.

Um amigo meu disse que as entradas ficaram confusas. E eu posso ver o ponto dele. Não sei como não pensei que isto poderia acontecer. Talvez eu devesse separar os posts em duas categorias: diário e livros. Na verdade, isso será o que provavelmente farei. Mas tenho que pensar na estrutura das entradas sobre livros.Continuar lendo “Sobre o protesto da torcida corinthiana.”

Avalie isto:

Mais sobre o isolamento.

Da última vez, eu fiz um teste, mostrando como será a estrutura dos textos do blog de agora em diante. Primeiro, falo de como vai minha vida, depois falo dos livros que eu li na semana e, por último, das notícias. Também vocês devem ter percebido que estou relendo, pela segunda vez, Além do BemContinuar lendo “Mais sobre o isolamento.”

Avalie isto:

Sobre o último pronunciamento do presidente.

Muito bem, eu vinha em silêncio sobre a situação política do país porque, como todos estavam falando disto, eu pensei que não haveria nada que eu pudesse falar que outros já não teriam dito. Mas, depois do pronunciamento do presidente, no qual ele diz que devemos trabalhar apesar da pandemia, que é séria, o queContinuar lendo “Sobre o último pronunciamento do presidente.”

Avalie isto:

Quem manda na democracia?

O texto abaixo é uma honesta aula filosófica baseada em O 18 brumário de Luís Bonaparte, escrito por Karl Marx, com sugestões de como as ideias contidas em tal escrito podem ser usadas para desenvolver o país e ajudar as pessoas a se compreenderem. Tema do livro. O 18 brumário de Luís Bonaparte é sobreContinuar lendo “Quem manda na democracia?”

Avalie isto: