Analecto

6 de outubro de 2017

Anotações sobre “Positive Memories: Cases of Positive Memories of Erotic and Platonic Contacts of Children With Adults, as Seen From the Perspective of the Former Minor.”

  1. “Ipce” é um fórum de estudiosos, doutores ou não, interessados em compreender relações, especialmente sexuais, entre adultos e crianças ou adolescentes.

  2. Ipce” is a fórum of scholars, doctorate or not, interested in understanding relationships, specially sexual, between adults and children or adolescents.

  3. O autor contatou o Ipce a fim de publicar seu livro através desse fórum. Sobre o que é o livro, além do óbvio? Sobre relações positivas. Lá vem a polêmica.

  4. The author contacted Ipce in order to publish his book through that fórum. What is the book about, besides the obvious? About positive relationships. Here comes polemics.

  5. O consenso atual é de que pedofilia é imoral.

  6. The current consensus is that pedophilia is immoral.

  7. No entanto, evidência científica mostra que relações entre adultos e menores não necessariamente resultam em dano e, portanto, o consenso pode ser desafiado. Relações positivas não devem ser agrupadas com relações forçadas ou prejudiciais.

  8. However, scientific evidence shows that relationships between adults and minors don’t necessarely result in damage and, because of that, the consensus can be challenged. Positive relationships shouldn’t be grouped with forced or harmful relationships.

  9. O pânico moral em relação a pedofilia faz com que as pessoas achem ultrajante conversar sobre relações positivas. Isso atesta que as discussões atuais sobre pedofilia raramente são imparciais.

  10. The moral panic towards pedophilia makes people find outraging to chat about positive relationships. That exposes that the current discussions on pedophilia rarely are impartial.

  11. Mas o livro traz, simplesmente, cento e cinquenta e cinco histórias encontradas em literatura médica, periódicos e na Internet sobre encontros positivos entre adultos e menores. Considerando que cerca de três quartos dessas relações nunca são descobertas, o número de relações positivas pode ser consideravelmente maior, especialmente porque não há razão para denunciá-las. Apesar de esse parecer um livro que eu gostarei de ler, tenho que ressalvar que histórias online não são lá muito confiáveis. Espero que o livro não tenha um monte delas…

  12. But this book, simply, brings 155 accounts found on medical literature, magazines and Internet about positive encounters between adults and minors. Considering that about ¾ of those relationships are never found out, the number of positive relationships may be considerably higher, specially because there’s no reason to report them. Despite this being a book I will likely enjoy reading, I must point that online accounts aren’t very reliable. I hope this book doesn’t have a lot of them…

  13. Como o consenso de que pedofilia é ruim tomou proporções de pânico moral, as pessoas preferem esquecer que relações positivas acontecem.

  14. Because the consensus that pedophilia is bad took moral panic proportions, people prefer to forget that those positive relationships do happen.

  15. Putz, tem referências bibliográficas! Lista de outras coisas pra ler.

  16. Dang, there’s references! List of other things to read.

  17. O autor não é o primeiro a fazer esse tipo de trabalho e provavelmente não foi o último. Eu conheço outros, é verdade, mas esse é o maior.

  18. The author wasn’t the first to do that kind of work and probably wasn’t the last. I know others, that’s true, but this one is the biggest.

  19. Pedófilos não são só homens. Há mulheres também. E nem sempre são heterossexuais. Há encontros entre homem e menino, homem e menina, mulher e menino, mulher e menina.

  20. Pedophiles aren’t all men. There are women too. And they aren’t always heterosexual. There are encounters between man and boy, man and girl, woman and boy, woman and girl.

  21. O livro traz um pequeno número de histórias em que há elemento erótico, mas não romântico. Também um pequeno número de histórias em que há elemento romântico, mas não erótico, o que significa que pedófilos podem se apaixonar por crianças e não lhes fazer nada de sexual. Mas maior parte das histórias tem ambos os elementos.

  22. The book brings a small number of accounts in which there’s an erotic element, but not a romantic one. Also, there’s a small number of accounts in which there’s romantic element, but not erotic, meaning that pedophiles may crush on children and still not do anything sexual to them. But most of the accounts have both elements.

  23. O autor aponta que relações onde o elemento erótico está ausente são infrequentes na literatura profissional e que ele não sabe como interpretar esse fato. Meu chute é que as pessoas, em geral, pensam que pedofilia é uma atração somente sexual, um fetiche, o que revela viés de pesquisa. Em adição, você nunca tem certeza se um adulto que se apaixona por você quando você é criança é realmente um pedófilo ou só um cara legal, especialmente porque ele não precisa vocalizar os sentimentos. Esse problema só vem sendo remediado agora.

  24. The author points that relationships in which the erotic element is absent are rare in professional literature and that he doesn’t know how to interpret that fact. My guess is that people in general think that pedophilia is a solely sexual attraction, a fetish, which reveals research bias. In addition, you can never be sure if an adult who falls in love with you when you are a kid really is a pedophile or just a nice guy, specially because he doesn’t have to vocalize the feelings. That’s a problem that is only starting to be remedied now.

  25. A existência de relações positivas implica que o abuso de poder não é um elemento necessário.

  26. The existence of positive relationships imply that power imbalance isn’t a necessary element.

  27. Menores podem querer esses envolvimentos.

  28. Minors may want those involvements.

  29. O público-alvo do livro é o público geral. Jogada ousada. Mas ele também está mirando pedófilos anti-contato.

  30. The book’s target audience is the general public. Audacious play. But he is also taking aim at anti-contact pedophiles.

  31. A tese do livro: relações entre adultos e menores devem ser julgadas segundo mérito individual, em vez de ser todas ilegalizadas. Se devemos crédito ao trabalho de outros, isto é, de que maior parte das relações entre adultos e menores não prejudica o menor, tanto que não são denunciadas, isso certamente reduziria gastos públicos no processo, julgamento e encarceramento de pessoas envolvidas em caso de “estupro” de vulnerável sem violência real. Lembrando que nosso sistema prisional é uma tragédia.

  32. The book’s thesis: relationships between adults and minors must be judged according to individual merit, rather than being all illegal. If we owe credit to the work of others, that is, that most of the relationships between adults and minors do not harm the minor, só much that they aren’t reported, the application of the thesis to legal level would reduce public expenses in cases of statutory “rape” without real violence. Keeping in mind that our prison system is a tragedy.

  33. Não foi qualquer relação que entrou no livro. O autor tem seus critérios:

    1. A relação não foi forçada.

    2. O menor não derivou sentimentos negativos da relação em si (embora possa ter derivado sentimentos negativos da intervenção médica ou legal). Se o menor for prepúbere, isso implica envolvimento não-penetrativo.

    3. O trabalho é baseado em memórias, o que significa que crianças reais não foram entrevistadas, mas adultos, os quais tiveram essas relações na infância ou adolescência.

    4. A história não pode se referir a um evento ocorrido depois dos quinze anos de idade e o adulto da relação precisa ter, ao menos, dezoito anos.

    5. A história não pode incluir incesto.

    6. O menor não pode ter desenvolvido, ele próprio, relações com menores em sua idade adulta.

    7. O menor não pode ter desenvolvido desvios criminosos de conduta sexual.

    8. As histórias não podem incluir prostituição.

  34. It wasn’t any account that made it into the book. The author has his criteria:

    1. The relationship wasn’t coerced.

    2. The minor didn’t draw negative feelings from the relationship per se (even though they may have drawn negative feelings from medical or judicial intervention). If the minor is prepubescent, that implies non-penetrative involvement.

    3. The work is based on memories, which means that the children weren’t interviewed, but adults, who has those relationships in childhood or adolescence.

    4. The account may not refer to an event occured past age 15 and the adult in the relationship must be at least 18.

    5. The account may not include incest.

    6. The minor must not have, themselves, developed a relationship with a minor when they hit legal age.

    7. The minor must not have developed criminal sexual misconduct.

    8. The accounts must not include prostitution.

  35. Essas relações mostram três coisas: existem relações entre adultos e menores que não envolvem dor ou abuso de poder, que um adulto pode se apaixonar por um menor e que relações positivas podem ocorrer mesmo antes do menor completar doze anos. Já posso ouvir os gritos de raiva da plateia.

  36. Those relationships show three things: there are relationships between adults and minors that do not include pain or abuse of power, that an adult can fall in love with a minor and that positive relationships can occur even before the minor is twelve-years-old. I can already hear the crowd’s angered screams.

  37. O fato de haver relações positivas não implica que abuso sexual de menores não existe.

  38. The fact that positive relationships do exist doesn’t imply that child sexual abuse doesn’t exist.

  39. O corajoso autor nos dá seu e-mail.

  40. The courageous author gives us his e-mail.

  41. A primeira história do livro também apareceu no site esquedista Salon.

  42. The book’s first account also appeared in the leftist site Salon.

  43. Alguns jovens, aos quinze anos, já estão planejando ter sexo na primeira oportunidade que aparecer. A primeira história é sobre um garçom de quinze anos e seu chefe de vinte e nove.

  44. Some teens, at age 15, are already planning to have sex at the first opportunity that appears. The first story is about a fifteen-year-old waiter and his 29-year-old boss.

  45. A relação entre eles dois não foi apenas sexual e, conforme os sentimentos cresciam entre eles, o menor aprendia coisas do maior em outras áreas fora a sexualidade, como vida profissional.

  46. The relationship between them wasn’t just sexual and, as their feelings grew between each other, the minor learned things from the adult in other areas than sexuality, such as professional life.

  47. Um adulto que aceita um menor pelo que ele é lhe aumenta a autoconfiança.

  48. An adult who accepts a minor for what they are increase their self-confidence.

  49. Homens homossexuais podem descobrir que são homossexuais já aos oito anos. Alguém me disse que dá pra saber só de olhar pro menino já aos três anos. Olha o Príncipe George.

  50. Homosexual men may find out that they are homosexual by age eight. Someone told me that you can already know just by looking at the boy when he is three-years-old. See Prince George.

  51. Alguns menores que se relacionaram com adultos afirmam que foram as melhores relações que tiveram. Provavelmente porque o adulto, se realmente se apaixona e ama o menor, lhe passará a sensação de segurança e também sua sabedoria. Isso não acontece em relações entre adultos. Lhes falta o aspecto pedagógico. Neste caso, estou me referindo já a segunda história, entre um menino de doze um adulto de vinte e sete.

  52. Some minors who had relationships with adults says that those were the best relationships they had. Probably because the adult, if they reall fall in love and feel passionate about the minor, will give them a sensation of security and will pass them their knowledge. That doesn’t happen in relationships between adults. They lack the pedagogical aspect. In this case, I’m referring to the second account, between a 12-year-old boy and a 27-year-old man.

  53. O menor pode se apaixonar pelo adulto primeiro.

  54. The minor may fall in love with the adult before the opposite occurs.

  55. Se o menor entende que está colocando o adulto em apuros, ao passo que ele ama o adulto, guardará segredo. Se ele odiasse o adulto, contaria aos pais.

  56. If the minor understand that he is putting the adult in danger, while he also loves the adult, he will keep secret. If he hated the adult, he would tell his parents.

  57. Os menores que não se sentem vitimados têm para si que a sociedade quer se manter cega.

  58. The minors who do not feel victimized have a feeling that society wants to remain blind.

  59. Relações com menores são punidas desproporcionalmente.

  60. Relationships with minors are punished disporportionally.

  61. Alguns desses menores que tiveram boas relações com adultos ficam revoltados depois que crescem, porque percebem que a relação poderia ter sido mais longa se a sociedade não fosse tão… besta.

  62. Some of those minors who had good relationships with adults become outraged after they grow up, because they notice that the relationships could have been longer if society wasn’t só… dumb.

  63. Esses menores não se sentem “molestados”.

  64. Those minors do not feel “molested”.

  65. Esses envolvimentos deixam os pais desconfortáveis. Mas o desconforto dos pais em relação a esses envolvimentos frustra o menor.

  66. Those involvements make the parents uncomfortable. But the parental discomfort towards those involvements frustrates the minor.

  67. Homossexuais não têm o direito de odiar pedófilos, pois também os homossexuais eram um grupo marginalizado quarenta anos atrás. Cá, entre nós, o movimento homossexual e o movimento pedófilo eram, sim, quase a mesma coisa antes dos anos oitenta. Os homossexuais da época não pensavam que atração por menores era antiética.

  68. Homosexuals have no right to hate pedophiles, because homosexuals also were a marginalized group forty years ago. Here, between us, the homosexual movement and the pedophile movement were, yes, almost the same thing before the eighties. The homosexual from then didn’t think it was unethical to be attracted to minors.

  69. Homossexuais oprimindo pessoas atraídas por menores são uma minoria odiando uma minoria menor. Eles não escutam, tal como a sociedade não os escutava. Que é isso, se não hipocrisia?

  70. Homosexuals oppressing minor-attracted people are a minority hating a smaller minority. They don’t listen, just like society did not listen to them. What’s that, if not hipocrisy?

  71. O homossexual que oprime não pode lutar contra a opressão.

  72. The homosexual who oppresses can not fight against oppression.

  73. Um menor pode se sentir melhor na companhia de outros adultos, em vez de na companhia de seus pais.

  74. A minor can feel much better around other adults, rather than around his parents.

  75. Explorações entre dois menores também ocorrem.

  76. Explorations between two minors also occur.

  77. Relações sexuais não necessariamente envolvem penetração, especialmente se com menores antes da puberdade. Evidência científica mostra que penetração é um fator comum em relações negativas.

  78. Sexual relationships do not necessarely involve penetration, specially if it’s with minors before puberty. Evidence shows that penetration is a common factor in negative relationships.

  79. Muitas vezes o menor está a procura de outra coisa fora prazer sexual, como apoio emocional e ternura.

  80. Many times the minor is looking for something other than sexual pleasure, such as emotional support and tenderness.

  81. Mesmo nessas relações que não têm como objetivo prazer sexual, ele não é rejeitado se ocorre e pode inclusive ser bem-vindo.

  82. Even in those relationships that doesn’t have sexual pleasure as goal, such pleasure isn’t rejected if it occurs and may be welcome.

  83. Existem crimes que não são punidos, mas nem tudo o que é punível deve ser crime.

  84. There are crimes that aren’t punished, but not everything that is punishable should be crime.

  85. Experiências sexuais precoces podem ser objeto de orgulho pro menor. Isso me lembra dos meus colegas que perdiam a virgindade entre si aos treze ou até dez anos. Eram tempos selvagens. E eu aqui virgem aos vinte e quatro.

  86. Early sexual experiences may be a reason for the minor to feel proud. That reminds me of my friends who lost their virginity among themselves at age thirteen or even ten. Those were wild times. And here I am, virgin at twenty-four.

  87. Crianças pequenas, se deixadas sozinhas, podem perder a virgindade entre si… e nem se dar conta.

  88. Small children, if left alone, may lose the virginity with each other… without even realizing it.

  89. Alguns relacionamentos entre menor e adulto perduram até depois de o menor se tornar adulto.

  90. Some relationships between minor and adult endure even after the minor becomes an adult.

  91. A criança pode fazer avanços sobre o adulto, se bem que ela própria não vê o valor erótico desses avanços.

  92. The child may make advances on an adult, even though the child themselves do not see the erotic value of those advances.

  93. Crianças não se opõem a adultos que amam. Há uma chance maior de a criança desenvolver essas relações se ela não se sente amada por seus pais.

  94. Children do not oppose to adults they love. There’s a bigger chance of a child developing those relationships if they don’t feel loved by their parents.

  95. A criança, ao perceber que o que está fazendo é proibido (mesmo sem saber a razão exata), não quererá revelar nada por medo de perder a amizade que tem com o adulto. Isso quer dizer o segredo da parte do menor não necessariamente envolve ameaça.

  96. The child, upon realizing that what they are doing is forbidden (even without knowing the exact reason), won’t want to reveal anything due to fear of losing the friendship they have with the adult. That means that secrecy on the minor’s part doesn’t necessarely involve threats.

  97. Um adulto pode esperar que a criança faça o primeiro avanço antes que ele próprio tenha certeza de que ele pode avançar também.

  98. An adult may wait until the child makes the first advance before feeling sure that they can advance as well.

  99. O aspecto sexual da relação pode ser encerrado pelo próprio menor. Quando este cresce, passa a se interessar por outros de sua idade.

  100. The sexual aspect of a relationship may be ended by the minor themselves. When they grow up, they become interested in others of their age.

  101. Inclinações homossexuais podem ser ocorrências únicas na vida de uma pessoa. Por exemplo: você tem um interesse constante em mulheres, mas, ao menos naquela única vez, você se sentiu atraído por um homem. Se levarmos em consideração que orientação sexual é uma preferência ou exclusividade, será que uma pessoa de noventa anos que só se sentiu interessada no mesmo sexo uma vez na vida, por um curto período de tempo, pode ser chamada de homossexual ou mesmo bissexual? Uma vez em noventa anos?

  102. Homosexual inclinations can be an unique ocorrence in a person’s life. For example: you have a constant interest in women, but, at least in that only time, you felt attracted to a man. If we take in consideration that sexual orientation is a preference or exclusivity, can a ninety-year-old person who only fell attracted to their same gender once, for a short time span, be called homosexual or bisexual? Once in ninety years?

  103. Sedução pode levar anos. Especialmente se você for mais novo que seu amado.

  104. Seduction can take years. Specially if you are younger than your beloved.

  105. Alguns jovens que descobrem sentimentos homossexuais se perguntam se eles parecem homossexuais, como se a sexualidade de uma pessoa necessariamente refletisse em sua aparência ou tratos. Isso ocorre, é verdade, mas não sempre.

  106. Some teens who discover homosexual feelings as themselves if they look like homosexuals, as if a person’s sexuality necessarely reflected in their looks or actions. That occurs, sure, but not always.

  107. Um adulto que se apaixona por um menor ainda pode respeitar sua orientação sexual e limites físicos. Se ele realmente fosse um estuprador, não se importaria com isso.

  108. An adult who falls in love with a minor can still respect their sexual orientation and physical limits. If they are really a rapist, they wouldn’t care about it.

  109. Uma relação amorosa pode tomar forma de amizade.

  110. A loving relationship can take form of friendship.

  111. Um número de relações entre adulto e menor não são traumáticas.

  112. A number of relationships between adult and minor are not traumatizing.

  113. Se alguém descobrir, as consequências, porém, podem ser traumáticas.

  114. If someone finds out, the consequences, however, can be traumatizing.

  115. Expressão sexual saudável ajuda a pessoa a se desenvolver com melhor estabilidade emocional.

  116. Healthy sexual expression helps the person to develop with better emotional stability.

  117. Na maioria das relações nas quais expressão sexual ocorre, ela não é o ponto principal, mas um elemento como os outros, talvez menos importante que outras demonstrações de afeto.

  118. In most relationships in which sexual expression occurs, it isn’t the main point, but an element like others, maybe less important than other demonstrations of affection.

  119. Algumas denúncias são forçadas pelos pais.

  120. Some criminal reports are forced by parents.

  121. O menor geralmente não é ouvido no julgamento do adulto com o qual se relacionou. A palavra do menor, por mais sincera que seja, é atropelada pela presunção de violência (“você é jovem demais, ele manipulou você”).

  122. Usually, the minor isn’t listened in the trial of the adult whom he had the relationship with. The minor’s word, no matter how sincere it is, is trampled by presumption of violence (“you are too young, he manipulated you”).

  123. Alguns adultos que se relacionaram com menores continuam amigos desses menores mesmo depois que estes atingem a idade adulta, mesmo que os contatos sexuais diminuam. Isso não é diferente de pessoas que permanecem casadas apesar de ambos perderem os atributos físicos atraentes.

  124. Some adults who had relationships with minors continue being friends with said minors despite the minors reaching adult age, even if those sexual contacts decrease in frequency. It’s not different from thom those who stay married despite both parties losing their attractive physical attributes.

  125. Até opinião política entra no jogo de sedução. “Você é esquerda? Que pensa de homossexuais?”

  126. Even political orientation comes to play in seduction. “Are you leftist? What do you think of homosexuals?”

  127. Um menor pode voluntariamente seduzir um adulto.

  128. A minor can willingly seduce an adult.

  129. Interesse sexual pode acontecer ainda na infância, embora na forma de curiosidade.

  130. Sexual interest can happen still in childhood, even though in the form of curiosity.

  131. Relações sinceras entre adulto e menor normalmente são precedidas por meses de amizade entre os dois.

  132. Sincere relationships between adult and minor are frequently preceeded by months of friendship between the two.

  133. Algumas pessoas descobrem muito cedo que gostam dos mais velhos.

  134. Some people find out very early that they like the older people.

  135. Alguns jovens têm mais medo de serem homossexuais do que de se envolverem com adultos.

  136. Some teens are more afraid of being homosexual than being involved with adults.

  137. As leis são injustas com os menores que deveriam proteger.

  138. The laws are unfair to the minors that they are supposed to protect.

  139. Um menor pode chegar ao consultório com uma experiência neutra ou positiva e tê-la transformada em negativa pelo terapêuta, que “interpreta” o ocorrido.

  140. A minor may arrive at counseling with a neutral or positve experience and have it turned to negative after the therapist “interprets” what happened.

  141. Em casos como esse, o terapêuta não escuta realmente o menor.

  142. In cases like those, the therapist doesn’t really listen to the minor.

  143. Alguns menores se arrependem da denúncia.

  144. Some minors regret reporting.

  145. Uma confissão pode muito bem ser forçada.

  146. A confession may very well be forced.

  147. As consequências sociais do ato podem ser devastadoras à socialização do menor. Ele é estigmatizado.

  148. The social consequences of the act may be devastating to the minors socialization. He is stigmatized.

  149. O efeito trágico proporcionado pela reação dos pais ou da sociedade pode ter um grave impacto sobre o desenvolvimento sexual do menor.

  150. The tragic effect caused by parental or societal reaction may have a grave impact over the minor’s sexual development.

  151. Durante o processo, o menor é levado a situações perturbadoras e desconfortáveis.

  152. During the process, the minor is taken to disturbing and uncomfortable situations.

  153. Psicólogos podem vazar os segredos do paciente menor de idade.

  154. Psychologists may leak the patient’s secrets if the patient is underage.

  155. A “ajuda” e “proteção” oferecidas pelas autoridades podem ser rejeitadas pelo menor. Como eu pensei, este é um livro altamente polêmico.

  156. The “help” and “protection” offered by authorities may be rejected by the minor. Like I thought, this is a highly controversial book.

  157. A reação da sociedade pode traumatizar o menor, o qual pode não ter visto nada de errado no que aconteceu.

  158. Society’s reaction can traumatize the minor, who may have not seen anything wrong in what happened.

  159. Menores amadurecem em diferentes velocidades, alguns amadurecem mais rápido (“precoces”).

  160. Minors mature at different speeds, some mature quicker (“early-bloomers”).

  161. Educação sexual que ensina somente sexo e somente a forma normativa de praticá-lo não informa o aluno em questões cruciais. Ele ainda sente curiosidade e quer respostas pra certas perguntas. Se a educação sexual não as der, ele procurará essas respostas em outro lugar.

  162. Sexual education that only teaches sex and only it’s practice in normative form doesn’t inform the student in crucial questions. They still feel curious and want answers for some questions. If sexual education doesn’t give those answers, they will look for said answers elsewhere.

  163. O estigma em relação à homossexualidade ainda existe e ainda prejudica menores que percebem esses sentimentos.

  164. The stigma related to homosexuality still exists and still harms minors who notice those feelings.

  165. Alguém escreveu que a homossexualidade pode ser percebida numa criança ainda na primeira infância. Bom, aqui tem uma história de um cara que descobriu que “gostava de garotos” aos sete anos.

  166. Someone wrote that homosexuality can be noticed in a child while they are still an infant. Well, there’s a story in this book about a guy who noticed he “liked boys” at age seven.

  167. Seu filho pode não ser mais virgem, só que você não sabe.

  168. Your child may be no longer a virgin, it’s just that you don’t know.

  169. Só há uma forma de obter experiência…

  170. There’s only one way to acquire experience…

  171. É possível se interessar por atividade sexual sem se interessar por um gênero específico.

  172. It’s possible to be interested in sexual activity without having interest in a specific gender.

  173. Pais que se relacionaram quando menores tendem a ser mais tolerantes quando seus filhos se relacionam ainda menores.

  174. Parents who had relationships while minors tend to be more tolerant when their children get in relationships while still minors.

  175. O elemento sexual pode estar presente em amizades.

  176. The sexual element may be present in friendships.

  177. Relações como essas, por causa do elemento pedagógico, podem levar o menor a abandonar hábitos nocivos. Afinal, um menor tende a ouvir o adulto do qual ele gosta.

  178. Relationships like those, because it’s pedagogical element, may take the minor to leave harmful habits behind. That’s because a minor tends to listen to the adult whom he likes.

  179. Desequilíbrio familiar leva à delinquência. E que ato mais deliquente do que procurar um adulto com o qual se relacionar? Por causa disso, ambiente familiar facilita relações entre menores e adultos, porque o menor deliquente, procurando esse tipo de relação, mostra que vem de uma família negligente.

  180. Family unbalance makes up for deliquence. And what could be more delinquent than looking for an adult to have a sexual relationship with? Because of that, family environment makes it easier for adult-child relationships to occur, because a deliquent minor, looking for that kind of relationships, shows that he is coming from a negligent family.

  181. O problema de psicólogos, jornalistas e leigos é pensar que todas as relações entre adulto e menor são negativas. Isso não é verdade. Evidência estatística mostra que relações positivas ocorrem tanto quanto negativas. Portanto, ambos os tipos de relação devem ser levados em consideração. A falta de atenção a relações positivas nos leva a pensar (e eu também pensava assim) que elas são raras demais pra serem levadas em consideração, perpetuando o preconceito contra elas: se pensarmos que são raras, não lhes daremos atenção e continuaremos pensando que são raras.

  182. The problem with therapists, media and laymen is thinking that all adult-child relationships are negative. That’s not true. Statistical evidence shows that positive relationships occur as often as negative ones. Thus, both kinds of relationship should be taken in consideration. The lack of attention spent on positive relationships make us think (and I also thought like that) that they are too rare to be taken in consideration, perpetuating prejudice against them: if we think that they are rare, we won’t pay attention and will continue thinking they are rare.

  183. Ignorar envolvimentos positivos é distorcer a realidade.

  184. To ignore positive relationships is to distort reality.

  185. Se tanto existem relações positivas quanto negativas, devemos pensar no que torna uma relação negativa. Daí, poderíamos proibir esses elementos que tornam uma relação negativa, em vez de proibir todas.

  186. If there are both positive and negative relationships, we must think on what makes a relationship negative. From there, we can forbid those elements that turn a relationship into a negative one, rather than forbidding them all.

  187. O elemento sexual não é a única coisa em uma relação entre adulto e menor.

  188. The sexual element isn’t the only thing in an adult-child relationship.

  189. Se uma relação dessas aumentar a autoestima do menor, ele será mais independente a um passo mais rápido.

  190. If a relationship like those increases the minor’s self-esteem, they can become more independent at a quicker pace.

  191. Putz, até o Gavin Lambert tá no meio. Em sua autobiografia, ele diz que teve relações com seu professor de música aos dez anos. E que ele começou a curtir cinema graças a esse professor.

  192. Damn, even Gavin Lambert is in this. In his biography, he says that he had a relationship with his teacher at age ten. And that he began to like cinema thanks to that teacher.

  193. Alguns menores que tiveram experiências sexuais antes da idade de consentimento se sentem ofendidos ao serem chamados de “vítimas”.

  194. Some minors who had sexual experiences before age of consent feel offended when they are called “victims”.

  195. Há adultos que o menor ama mais do que seus pais.

  196. There are adults whom the minor loves more than their own parents.

  197. Sexo pode ser feito por razões não relacionadas à luxúria.

  198. Sex can be done for reasons unrelated to lust.

  199. Interessante como a maioria dos adultos citados neste livro tem menos de trinta anos.

  200. Interesting how most of the adults cited in this book is younger than 30.

  201. Interessante como um terço dos menores citados neste livro são crianças pré-púberes.

  202. Interesting how one third of the minors cited in this book are prepubescent children.

  203. Há menores insatisfeitos com leis de idade de consentimento.

  204. There are minors who are unsatisfied with age of consent laws.

  205. Um menor pode se afeiçoar a um adulto por solidão.

  206. A minor may feel attracted to an adult due to loneliness.

  207. O mais importante é o amor e quem ama não machuca.

  208. Love is what matters most and you don’t hurt when you love.

  209. Alguns menores se sentem mais atraídos por adultos do que por pessoas da mesma idade. Na verdade, um estudo recente mostra que a idade do “parceiro perfeito” de muitos adolescentes é, em média, quatro anos mais velho. Quantos de nós, quando meninos, não reparamos nos seios, traseiro, coxas das professoras “gostosas” e das mulheres do comercial de cerveja? Quantas vezes esses desejos não refletiram nos desenhos que fazíamos em nossos cadernos?

  210. Some minors feel more attracted to adults than to people around their age. Actually, a recent study shows that the age of a “perfect partner” is, usually, four years older than the minor, according to adolescents’ standards. How many of us, as boys, didn’t lust over breasts, rear, thighs of “hot” teachers or beer ad women? How many times those desires didn’t reflect in drawings that we made in our classroom notebooks?

  211. Um menor pode insistir na relação mesmo sabendo que é ilegal, mesmo que seja o adulto com o qual ele se relaciona a avisá-lo disso.

  212. A minor can insist in the relationship even after knowing it’s illegal, even if it’s his adult partner who says it’s illegal.

  213. E, no entanto, o menor não conta com medo da reação dos pais.

  214. An, even só, the minor tells no one, scared of how parents would react.

  215. Pode ser que o menor peça pra outros adultos não interferirem.

  216. The minor may tell other adults to not interfere.

  217. Um menor em relação sexual não necessariamente está se prostituindo. Eles podem até presentear os adultos com os quais se relacionam.

  218. A minor in a sexual relationship isn’t necessarely a prostitute. They may even gift the adults they have relationships with.

  219. Mesmo sabendo que o adulto é pedófilo, há registros de menores que não os temem e gostam dessas relações.

  220. Even knowing that the adult is a pedophile, there are records of minors who do not fear them and like those relationships.

  221. O fato de existirem menores que são contra leis de idade de consentimento mostra que essas leis foram feitas pra eles sem consultá-los. São, portanto, “adultistas”.

  222. The fact that there are minors who are against age of consent laws shows that those laws were done without asking their opinion. Age of consent laws are, because of that, “adultist” laws.

  223. Essas relações podem durar décadas. Cadê os pais dessas crianças? Será que elas não estão melhores com os adultos com os quais se relacionam, se seus pais são capazes de tamanha negligência?

  224. Those relationships may last decades. Where are their parents? Aren’t those kids better with the adults they have relationships with, if their parents are capable of such negligence?

  225. A diferença de idade pode atiçar a curiosidade do menor.

  226. The age difference may tease the minor’s curiosity.

  227. Alguns menores têm seus primeiros orgasmos com pessoas mais velhas.

  228. Some minors have their first orgasms with people who are older.

  229. Relações entre menores e adultos responsáveis são análogas a relações entre dois adultos. Um melhora o outro. Mas, como eu disse, graças ao elemento pedagógico, o menor se beneficia mais dessa relação.

  230. Relationships between minors and responsible adults are analogical to relationships between two adults. One improves the other. But, like I said, thanks to the pedagogical element, the minor benefits more from such relationship.

  231. Muitas dessas relações são não-penetrativas. O adulto pode deixar que o menor tome o controle.

  232. Many of those relationships are non-penetrative. The adult may allow the minor to take control.

  233. Sexo é secundário, não o elemento principal. É um elemento secundário importante, contudo.

  234. Sex is secondary, rather than the main element. It’s an important secondary element, tho.

  235. O menor pode sentir que a relação está progredindo naturalmente. Não passa pela cabeça dele que outros a achariam anormal.

  236. The minor may feel that the relationship is progressing naturally. They don’t even imagine that others would find it abnormal.

  237. A sensação de “infância perdida” nem sempre acontece. Claro, porque “infância” não é um conceito que a criança sente, uma vez que é um construto social.

  238. The sensation of “lost childhood” not always happens. Of course, because “childhood” isn’t a concept that the child feels, as it’s a social construct.

  239. A relação do menor com um adulto pode não ter sido sua primeira.

  240. The minor’s relationship with an adult may not have been their first.

  241. O menor por vezes não quer que o adulto seja preso. Prendê-lo seria justo?

  242. The minor, sometimes, doesn’t want the adult to be arrested. Would arresting the adult be fair?

  243. Experiência prévia com outros menores pode predispor o menor a relações com adultos. Nesses casos, o menor pode se orgulhar por seduzir um adulto.

  244. Previous experiences with other minors may predispose the minor to relationships with adults. In those cases, the minor may feel proud of seducing an adult.

  245. Aos oito anos, você já sabe como esconder um segredo dos pais.

  246. At age eight, you already know how to keep a secret from your parents.

  247. Relações positivas entre adultos e menores não são objeto de interesse da mídia somente porque esse ponto de vista contradiz a opinião dominante, dizem alguns adultos que se relacionaram com adultos durante suas infâncias.

  248. Positive relationships between adults and minors aren’t object of media interest just because that point of view contradicts the dominant opinion, say some adults who had relationships with adults during their childhoods.

  249. Putz, só agora apareceu um velho. A história número trinta e quatro é entre um menino de treze anos e um homem de sessenta e sete. Até agora, a maioria dos adultos estava abaixo dos trinta anos.

  250. Damn, an old man appeared only late in the book. The story number 34 is about a 13-year-old boy and a 67-year-old man. So far, most adults have been below age 30.

  251. Tem criança que gosta de estudar. Estranho, né?

  252. There are kids who actually like to study. Weird, isn’t it?

  253. Pureza é uma coisa que interessa pessoas atraídas por menores. Interessante como na história trinta e quatro, o adulto entrevistado está evitando, de todas as formas, chamar o homem que se relacionou com ele na infância de pedófilo.

  254. Purity is something that really interests minor-attracted people. Interesting how the interviewed adult, in the account 34, is avoiding, at all costs, to use the word “pedophile” to describe the adult whom he had a relationship with during his childhood.

  255. Um pedófilo que se interessa por uma criança raramente se interessa somente por causa de seu corpo. Ele não vê a criança somente como um objeto de desejo sexual.

  256. A pedophile who falls attracted to a child rarely is interested just in the kid’s body. They don’t see the kid solely as an object of sexual desire.

  257. Alguns pais não tem amor o bastante pra serem pais.

  258. Some parents don’t have enough love to be parents.

  259. Quando uma pessoa discute com você sobre relações positivas na menoridade, essa pessoa pode usar toda sorte de argumento pra forçar você a admitir que essas relações não foram positivas.

  260. When a person discusses positive relationships below age of consent with you, that person may start using all sorts of arguments to force you to admit that those relationships were not positive.

  261. O menor gosta de aprender algo de um adulto de quem gosta.

  262. The minors enjoys learning something from a liked adult.

  263. Qualquer relação pode ter um elemento de manipulação. Manipulação não é exclusividade das relações entre adulto e menor. Se a proibição de contato intergeracional com crianças é a possibilidade de manipulação, então nenhuma relação deveria ser permitida: manipulação passional entre dois adultos também acontece e está nas notícias com mais frequência. Tem até gente concluindo que o menor só é forçado (manipulação sendo um tipo de força) em cinco por cento das vezes.

  264. Any relationship may have an element of manipulation. Manipulation isn’t an exclusivity of adult-child relationships. If the prohibition of intergerational contact with children is the possibility of manipulation, then no relationship should be allowed: passionate manipulation between two adults also occurs and is on the news more often than adult-child manipulation. There’s even people concluding that a minor is only forced (manipulation being a kind of force) 5% of the times only.

  265. O menor pode manipular o adulto. “Faça isso, ou conto pra polícia.”

  266. The minor can also manipulate the adult. “Do this, or I’m telling the cops.”

  267. Artigos positivos sobre o assunto são barrados da mídia.

  268. Articles favorable to the subject are banned from media.

  269. Depois de um tempo, atração física passa a independer da aparência.

  270. After some time, physical attraction starts to not depend on physical appearance.

  271. O professor que ama o aluno se dedica mais em ensinar. O aluno que ama o professor se dedica mais em aprender. As regras institucionais que impedem a formação de vínculos afetivos entre alunos e professores prejudicam o aprendizado. O contato entre uma geração e outra se torna “frio” e “estéril”.

  272. The teacher who loves the student becomes more dedicated to teach. The student who loves the teacher becomes more dedicated to learn. Institutional rules that keep either side from forming affection-based bounds between students and teachers harm the passing of knowledge. The contact between one generation and another becomes “cold” and “sterile”.

  273. Esse tipo de relação não interfere na formação de amizades entre o menor e outros menores.

  274. That kind of relationships doesn’t interfere in friendships which the minor may build with other minors.

  275. Um bom números desses adultos é inofensivo. No caso do cara de quase setenta anos, quanto risco pode um velho posar?

  276. A good number of those adults is harmless. In the case of the almost-70-year guy, how much threat can an elder pose?

  277. Sim, ambos podem se beneficiar.

  278. Yes, both can benefit from it.

  279. Por vezes, a única preocupação do menor é não ser pêgo.

  280. Sometimes, the minor’s only worry is being caught.

  281. A doutrina do consentimento diz que consentimento só pode ser válido se ambos os lados entendem o ato e ambos os lados estão livres para dizer “não”. Mas menores em geral não veem as coisas dessas forma; pra muitos, consentimento é “ambos queremos, então vale.” Os maiores ofensores de leis de idade de consentimento são os próprios menores.

  282. Consent doctrine says that a consent is only valid if both sides understand the act and both sides are free to say “no”. But minors in general do not see things that way; for many, consent is “we both want it, só it’s valid.” The biggest offenders of age of consent laws are the very minors.

  283. Os pais têm o direito de saber se a criança tem quaisquer amigos adultos.

  284. Parents have the right to know if a child has any adult friends.

  285. Alguns menores interessados em adultos se aproveitam de seu físico precoce pra mentir sobre sua idade, a fim de obterem aprovação do adulto de interesse.

  286. Some adult-attracted minors take advantage of their older appearance to lie about their own age, aiming to achieve the adult’s approval.

  287. Hipersexualidade ocorre em crianças também.

  288. Hypersexuality occurs in children too.

  289. Tome nota: “How I Learned to Snap”. Trata-se da biografia de um jornalista homossexual que lembra das relações que ele teve com adultos aos treze anos como parte do que definiu sua identidade adulta.

  290. Take note: “How I Learned to Snap”. It’s a biography by a homosexual journalist who remembers his relationships with adults, when he was 13, as helpful for building his adult identity.

  291. Menores que se apaixonam por adultos podem se sentir sufocados por não agir segundo o impulso.

  292. Minors who fall in love over adults may feel suffocated for not acting according to the impulse.

  293. Se era pro Rivas não usar testemunhos de pedófilos neste livro, ele teria maiores chances de aceitação se não tivesse usado relatos obtidos do Boychat. Assim fica difícil a defesa, Rivas!

  294. If Rivas wasn’t supposed to use testimonials from pedophiles in this book, he would have more chances of acceptance if he didn’t use accounts obtained in Boychat. Don’t make it hard to defend you, Rivas!

  295. Nem todas essas relações, quando encontradas, acabam em cadeia.

  296. Not all those relationships, when discovered, end in arrests.

  297. Essas relações frequentemente começam com desejo de afeição mútua.

  298. Those relationships frequently start with desire for mutual affection.

  299. O estado de ilegalidade dessas relações nem sempre as impede. É como baixar MP3. É errado, mas acontece.

  300. The status of ilegality of those relationships not always prevents them. It’s like downloading MP3. It’s wrong, but happens.

  301. Alguns pais deixam!

  302. Some parents allow!

  303. Alguns pais apoiam!

  304. Some parents support it!

  305. Talvez os problemas de comportamento que as crianças de hoje têm derivem da falta de expressão de sua sexualidade infantil. Alguns exemplos são impulso suicida, enurese e depressão.

  306. Maybe the behavior problems that some children face nowadays have roots in lack of child sexuality expression. Some examples could be suicidal ideation, bedwetting and depression.

  307. Existem adultos que concordam que a cobertura da mídia sobre pedofilia é injustamente negativa.

  308. There are adults who agree that the media coverage on pedophilia is unfairly negative.

  309. Dá pra aumentar as notas assim.

  310. One can rise their grades this way.

  311. Muitos menores que tiveram relações não procuram ajuda médica porque simplesmente não estão doentes e não sofreram trauma. Uma criança que tem uma relação positiva pode funcionar tão bem como qualquer outra, a ponto de os pais não perceberem. É por isso que terapêutas em geral têm uma visão negativa de relações entre adulto e menor, porque só recebem casos graves no consultório. Por causa disso, amostras clínicas não são uma fonte confiável pra pesquisas sobre o impacto de relações envolvendo menores. É como ir pro hospital pra saber a porcentagem de gente doente.

  312. Many minors who has relationships do not seek medical help because they simply aren’t ill and didn’t suffer a trauma. A child who had a positive relationship may funcion just as good as other children, to the point of parents not noticing. That’s why therapists in general have such a negative view of adult-child relationships, because they only receive traumatized children in their clinics. Because of that, clinical samples aren’t a reliable source for researching the impact of relationships involving minors. It’s like going to a hospital to gauge the percentage of ill people.

  313. Menores que tiveram experiências positivas não desejam que sua vida tivesse sido diferente nesse aspecto.

  314. Minors who has positive experiences don’t wish their life was different in that aspect.

  315. Relações abaixo da idade de consentimento não são automaticamente abusivas. Uma lei não torna algo abusivo se quebrada. Basta lembrar da homossexualidade, que já foi ilegal. Só pra lembrar: tô fazendo anotações sobre um livro. Eu não estou dizendo pra você quebrar as leis.

  316. Relationships below age of consent aren’t automatically abusive. A law doesn’t make something abusive if broken. You just need to remember of homosexuality, which was once illegal. Just to remind you: I’m making annotations on a book. I’m not telling you to break the laws.

  317. Alguns adultos dizem que suas experiências na menoridade com adultos foram melhores do que experiências com outros menores. Novamente, não vá andar fora da lei.

  318. Some adults say that their experiences as minors with other adults were better than experiences with other minors. Again, don’t go around breaking laws.

  319. Numa relação sexual, as duas partes podem procurar objetivos diferentes. Eles não precisam se relacionar pela mesma razão. Assim, o fato de um querer prazer e o outro querer proteção não invalida a relação, na medida em que ambos obtém da relação aquilo que procuravam.

  320. In a sexual relationship, both parties may seek different goals. They don’t have to build a relationship for the same reason. So, the fact of one wanting pleasure and the other wanting protection doesn’t invalidate the relationship, as long as both obtain what they want from the relationship.

  321. A sexualidade infantil é “menos egoista, brincalhona, orientada ao prazer e menos temente de rejeição.”

  322. Child sexuality is “less selfish, playful, pleasure-seeking and less fearful of rejection.”

  323. Menores podem premeditar a sedução e o que farão quando a sedução se efetivar.

  324. Minors can pre-plan the seduction and what to do when the seduction starts working.

  325. Esse tipo de relação amadurece mais rapidamente o menor.

  326. This kind of relationship speeds up the minor’s maturing.

  327. Parece que a criança, embora tenha sexualidade, não desenvolve sentimentos mais maduros de amor antes de determinada idade. Claro que ela ama, mas seu amor e sua sexualidade não necessariamente estão conectados, com a sexualidade servindo ao único propósito de obtenção de prazer. Parece algo que eu leria do Freud.

  328. Seems like the child, despite having sexuality, doesn’t develop more mature feelings of love before a certain age. Of course they love, but their love and their sexuality aren’t always connected, with sexuality serving the only purpose of achieving pleasure. It looks like something I would read from Freud.

  329. É possível educar politicamente uma criança. Talvez a palavra correta seja “doutrinar”, contudo.

  330. It’s possible to educate a child on politics. Maybe the correct word is “doctrinate”, tho.

  331. A diferença em força física não anula a relação. Uma relação entre um fisiculturista e uma modelo de roupa íntima feminina não é inválida. A menos que queiramos proibir relações com base no peso. Quando você ama, não quer machucar. É por isso que relações “desiguais” funcionam.

  332. The physical power difference doesn’t nullify the relationship. A relationship between a bodybuilder and a lingerie model isn’t invalid. Unless we are going to forbid relationships by using weight criteria. When you love, you don’t want to hurt. That’s why “unequal” relationships work.

  333. Um menor precoce provavelmente não será violentado.

  334. A precocious minor most likely won’t be raped.

  335. Uma criança pode aprender dos pais que sexo é pecado. Isso, tipo, não tem base bíblica…

  336. A child may learn from their parents that sex is sin. That, like, has no biblical base…

  337. Mas a criança também pode aprender que confessar o pecado o “lava”. Ela então liga os pontos: “se eu posso me confessar, que importa eu fazer?”

  338. But the kid may also learn that confessing the sin “washes” it. The kid, then, sums two and two: “if I can confess, it doesn’t matter if I do it.”

  339. Crescer numa família religiosa não garante castidade. Isso porque crianças pequenas muitas vezes não entendem o conceito de vergonha. São amorais e utilitaristas. Se algo faz bem e não faz mal aparente, mas mamãe diz que errado, o menino fará escondido.

  340. Growing up in a religious family doesn’t guarantee chastity. That’s because small children often do not understand the concept of shame. They are amoral and utilitarian. If something make them feel good while doing no apparent harm, but mom says it’s bad, the boy will do it behind her back.

  341. O adulto nem sempre pede segredo ao menor.

  342. The adult not always tells the minor to keep secret.

  343. Quando a criança é precoce e não encontra uma pessoa com a qual se relacionar, ela encontrará prazer em outra fonte. Não é algo que dá pra apagar.

  344. When a child is an “early bloomer” and finds no one to have a relationship with, they will likely find pleasure from another source. It’s not something one can erase.

  345. Parece que essas coisas acontecem mais em âmbitos religiosos. Estranho.

  346. Seems like those happen more often in religious ambients. Strange.

  347. “Também na minha cabeça eu comecei a perceber que sexo era proibido pela igreja, mas todo o mundo fazia de qualquer jeito.” Bem-vindo ao mundo, garoto.

  348. Also in my head it began to click that sex was forbidden by the church, but that everyone did it anyway.” Welcome to the world, boy.

  349. A melhor forma de incitar a curiosidade de uma criança é proibindo ela de fazer algo.

  350. The best way to tease a child’s curiosity is forbidding them from doing something.

  351. Falta de sexo pode arruinar um noivado.

  352. Lack of sex can ruin an engagement.

  353. A igreja só parece pura.

  354. Church looks pure. Just looks.

  355. Alguns indivíduos que se sentiram atraídas por pessoas mais velhas ainda na infância crescem e continuam atraídos por pessoas mais velhas. Repare que temos casais de adultos com idades muito distintas. Não há muita atenção sobre eles porque, mesmo não sendo ilegal se ambos são adultos, ainda é uma relação que foge do normal. Aliás, do que é considerado normal.

  356. Some individuals who fell attracted to older people during their childhood grow up and continue attracted to older people. Notice how we have adult age-discrepant couples. There’s not a lot of attention on this subject because, even if it’s no illegal if both are adults, it’s still something that flees from the norm. Or rather, from what is considered to be the norm.

  357. Numa relação entre adulto e menor, é frequente que o menor peça mais atenção ao adulto do que o contrário..

  358. In an adult-child relationship, it’s common for the minor to need more attention from the adult than the other way around.

  359. Esta geração é mais sexualmente infomada do que a anterior.

  360. This generation is more sexually informed than the previous.

  361. Tal como relações sexuais entre adultos e menores fazem o adulto ser visto como doente, comportamento sexual precoce em crianças faz a criança ser vista como doente.

  362. Just like sexual relationships between adults and minors make the adult be seen as sick, an early sexual behavior in children makes the child be seen as sick.

  363. Cercar um impulso natural com ideas de culpa prejudica o desenvolvimento normal.

  364. Surrounding a natural impulse with ideas of guilt harms the normal development.

  365. Não falar sobre o assunto faz com a criança que experimenta sua sexualidade se sinta isolada. Ela se pergunta se seu comportamento não seria anormal, apesar de não ser.

  366. Not talking about the subject makes the sexually-experimenting child feel isolated. The child starts wondering if their sexual curiosity is abnormal, when it actually is not.

  367. Quando uma criança faz amizade com um adulto responsável, os pais percebem que o comportamento da criança melhora.

  368. When a child builds friendship with a responsible adult, the parents notice that the child’s behavior improves.

  369. Interessante como em alguns casos narrados neste livro, as relações acontecem antes da criança perceber se é heterossexual ou homossexual. Quando a criança percebe qual é sua orientação e percebe que ela é incompatível com a relação que tem com o adulto… ela simplesmente para.

  370. Interesting how in some cases narrated in this book, the relationships happen before the child even notices if they are heterosexual or homosexual. When a child notices what’s their orientation and notices that said orientation is incompatible with the relationship they are having with the adult… they simply stop.

  371. Essas relações não necessariamente indicam que a criança não gosta dos pais.

  372. Those relationships do not necessarely indicate that the kid doesn’t like their parents.

  373. Se o adulto é preso pela relação, ele continuará amigo do menor depois de solto.

  374. If the adult is arrested due to the relationships, they will continue friends with the minor after being released.

  375. Uma rodada de sexo não necessariamente envolve penetração. No entanto, sendo eu brasileiro, é difícil pra mim ver intimidade não-penetrativa como “sexo”, porque essa palavra sempre me entrega a ideia de que trata-se de algo penetrativo.

  376. A round of sex doesn’t need to involve penetration. Though, being Brazilian, it’s hard for me to see non-penetrative intimacy as “sex”, because that word always conveys me an idea that it’s penetrative.

  377. Da pra esquecer da raiva na cama. Novamente, e eu tenho que dizer isso sempre que eu fico com medo da reação popular a estas anotações: estou fazendo anotações sobre um livro, não dizendo pra você quebrar a lei.

  378. You can forget your anger on bed. Again, and I have to say this whenever I’m scared of the popular reaction to these annotations: I’m making annotations on a book, I’m not telling you to break the law.

  379. É possível que uma criança se envolva com adultos, mas com nenhuma criança de sua idade.

  380. It’s possible for a child to be involved with adults, but not with any child of their age.

  381. Esses pivetes são muito “vida louca.”

  382. Those tykes are só “you only live once.”

  383. Pedófilos raramente entram no esteriótipo que as pessoas têm deles.

  384. Pedophiles rarely fall in the stereotype people have of them.

  385. Relações como essas podem melhorar o controle emocional do menor.

  386. Relationships like those could improve the minor’s emotional control.

  387. Mais fácil um menor aceitar o conselho de um amante do que dos pais.

  388. It’s easier for a minor to accept advice from a lover than their very parents.

  389. Dependendo da dinâmica familiar, é melhor o menor ser adotado pelo amante.

  390. Depending on family dynamics, it’d be better for the minor to be adopted by the lover.

  391. As leis de idade de consentimento podem muito bem impedir o desenvolvimento sexual normal do menor.

  392. Age of consent laws could very well slow down the minor’s normal sexual development.

  393. É a opinião do menor contra a do juiz, do pedagogo e do carinha do serviço social.

  394. It’s the minor’s opinion against the judge, the teacher and that dude at social services.

  395. Tem menor que insiste com um adulto até conseguir.

  396. There are minors who insist with the adult until they get it.

  397. Estranho como alguns desses adultos deste livro não são exatamente “pedófilos”, isto é, não parecem ter preferência por menores. Isso significa que há pessoas que não são pedófilas e que, no entanto, podem eventualmente se relacionar com um menor.

  398. Strange how some adults in this book aren’t exactly “pedophiles”, that is, they don’t seem to have a preference for minors. That means that there are people who aren’t pedophiles and, even só, may eventually have a relationship with a minor.

  399. Defender a pedofilia não te torna pedófilo, tal como defender a homossexualidade não te torna homossexual.

  400. Defending pedophilia doesn’t make a pedophile, just like defending homosexuality doesn’t make you homosexual.

  401. O menor pode ter sua experiência positiva transformada em negativa quando alguém o convence disso. No entanto, se você teve que ser convencido de que sua experiência foi negativa, será que isso não é culpa de quem te convenceu? É por isso que crianças saem loucas do consultório. Se um doutor do serviço social não tivesse dito “você foi abusado, manipulado e usado”, talvez a criança não se sentisse mal pelo que aconteceu, supondo que o ato não foi forçado, abusivo ou manipulativo. Aí ela cresce com problemas crônicos em relação ao “abuso” sofrido, como culpa e vergonha, problemas que não teriam aparecido se ninguém tivesse dito a ela que a sua experiência positiva fora “na verdade” negativa.

  402. The minor may have their positive experience turned into negative when someone convinces them of that. However, if you had to be convinced that your experience was negative, wasn’t it a fault of whoever convinced you? That’s why children come out crazy from therapy. If a doctor at social services didn’t ever tell you that “you have been abused, manipulated and used”, maybe you wouldn’t feel bad over what happened, supposing that the act wasn’t forced, abusive or manipulative. Then the kid grows up with chronic problems related to the “abuse”, such as guilt and shame, problems that would never have appeared if no one had told them that their positive experience was “actually” negative.

  403. Se manifestar positivamente sobre relações entre adultos e menores pode te fazer perder votos.

  404. Coming out positively about relationships between adults and minors may make you lose votes.

  405. Tem um monte de gente no registo de ofensores sexuais que não precisa estar ali.

  406. There’s a lot of people in sex offender register who do not need to be there.

  407. Tem menores que fariam de novo mesmo sabendo que é crime.

  408. There are minors who would do it again, despite knowing it’s crime.

  409. Jardim de infância vida louca.

  410. Wild kindergarten.

  411. Parecem que relações entre adulto e menor são mais aceitáveis se o maior é uma mulher. Há menores que se sentem mal quando os adultos são presos.

  412. Seems like adult-child relationships are more acceptable is the adult is a woman. There are minors who feel bad when the adults are arrested.

  413. Quando o menor fala do que aconteceu com um terapeuta, ele não identifica o discurso do terapeuta com sua experiência.

  414. When the minor speaks about what happened to the therapist, they do not identify the therapist’s discourse with their experience.

  415. Cadê a vítima?

  416. Where’s the victim?

  417. A professora que você pega nem precisa ser sua professora.

  418. The teacher you go out with doesn’t even need to be your teacher.

  419. Ao crescerem, alguns menores pedem ao juiz pra que o adulto saia da cadeia.

  420. Upon growing up, some former minors ask the judge to let the adult out of jail.

  421. Também ao crescerem, alguns menores se casam e têm filhos com o adulto.

  422. Also upon growing up, some former minors marry and have children with the adult.

  423. Tem um monte de menor a fim de mulher mais velha.

  424. There’s a load of minors willing to have affairs with older women.

  425. Como esses menores sentem que suas experiências positivas são uma minoria, eles não apoiam que essas relações devam ser permitidas. O problema é que os traumas é que são minoria

  426. As those minors feel that their positive experiences are minority, they do not support the legalization of those relationships. The issue is that, actually, the traumas are minority…

  427. Até mesmo menores que tem relações positivas com pedófilos podem ainda nutrir ódio contra todos os outros pedófilos fora aquele único que se relacionou com ele. A razão disso é a crença de que essas relações positivas são excepcionais e que a maioria dos adultos que se envolve com uma criança quer só estuprá-la. Pessoas como essa, contudo, podem ainda pensar que o ato não é estupro ou molestamento se não for forçado, logo abrindo uma exceção.

  428. Even minors who had positive relationships with pedophiles may still nurture hate towards all other pedophiles, except that only one who had the relationship wiht them. The reason for that is the belief that those positive relationships are exceptions and that most adults who approach to a kid that way just wants to rape. People like those, whoever, may still think it’s okay as long as the act is not forced, só they open an exception.

  429. Quando dois menores se relacionam, a relação tende a ser rala, porque o nível intelectual é igual. Mas com um adulto, há o aspecto pedagógico.

  430. When two minors have a relationship, it tends to be shallow, due to both having the same intelectual level. But, with an adult, there’s the pedagogical aspect.

  431. Mulheres também são capazes de violência sexual.

  432. Women are also capable of sexual violence.

  433. Uma mesma pessoa pode ter tanto experiências sexuais positivas quanto negativas na infância ou adolescência e tem autoridade para compará-las.

  434. A same person can have both positive and negative sexual experiences in childhood and adolescence and has authority to compare them.

  435. Amor nunca está errado. Se você ama, não irá machucar.

  436. Love is never wrong. If you love, you won’t hurt.

  437. Menores que tiveram boas relações com adultos podem reter o preconceito de que pedofilia só existe onde existe abuso. Então, pra esses menores, o adulto que tem uma relação com um menor que não é forçada ou dolorosa não é pedófilo. Só que isso está errado: pedofilia é atração sexual por crianças. É um termo médico, indiferente à moral. Isso não quer dizer que as relações são ruins, mas que pedofilia nem sempre é. Aliás, pedofilia é uma atração, não um ato consumado. Uma pessoa pode ser pedófila e nunca fazer nada sexual com uma criança por qualquer razão.

  438. Minors who had good relationships with adults may still retain the prejudice that pedophilia only exists where abuse exists. So, for those minors, the adult who has a non-coerced, non-painful relationship with a minor isn’t a pedophile. The problem is that it’s wrong: pedophilia is the sexual attraction for children. It’s a clinical term, indifferent to the morals. That doesn’t mean that those relationships were bad, but that pedophilia isn’t always bad. In fact, pedophilia is an attraction, not an act. A person can be pedophile and never do anything sexual to a child for whatever reason.

  439. Tem menores que chegam a dizer que há problemas únicos daqueles que não tiveram relações na adolescência. Dado curioso.

  440. There are minors who even say that there problems that are unique to those who didn’t have relationships in adolescence. Curious data.

  441. Quando homossexualidade era inaceitável, um número de homossexuais dizia abertamente que sexo anal era errado. Agora temos anti-contatos.

  442. When homosexuality was unnacceptable, a number of homosexuals would openly say that anal sex was wrong. Nowadays, we have anti-contacts.

  443. Este livro tem um link abreviado. Ele espera que eu clique na página? É por isso que um livro disponível em formato HTML não pode ser impresso sem edição.

  444. This book has an abbreviated link. Does he expect me to click the page? That’s why a book that is available in HTML format can not be printed without editing.

  445. Por que crianças falam com estranhos apesar de serem avisadas a não fazê-lo? Porque estranhos nem sempre parecem perigosos.

  446. Why do children still talk to strangers despite being warned not to? Because strangers not always seem dangerous.

  447. Há pais que têm a sensação de que há um adulto fazendo algo com sua criança, mas fica na dúvida sobre intervir ou não, pois vê que a criança está genuinamente feliz com o que quer que esteja acontecendo entre ela e seu adulto.

  448. There are parents who have the feeling that there’s an adult doing something to their child, but feel unsure about intervening or not, as they see that the child is genuinely happy with whatever is happening between them and their adult.

  449. Um pai pode continuar deixando seu filho se relacionar com o adulto por medo de prejudicar a criança ao forçar um rompimento.

  450. A parent may continue to allow their child to have a relationship with an adult for fear of harming the child upon forcing a break up.

  451. O livro traz o caso de um adulto que chegou a mostrar pro menor sua coleção de pornografia infantil. A quantidade de crianças sorridentes nesse tipo de pornografia é… surpreendente. Basta lembrar que há menores que tiram fotos e gravam vídeos de si mesmos. Isso é produção e posse de pornografia infantil, mesmo que quem produza seja o próprio menor, sem intervenção de um adulto, e mesmo que ele não compartilhe (mesmo que já possa consentir, mas não tenha dezoito anos). Donde decorre que a criança não precisa ser forçada ou torturada pra que esse tipo de pornografia possa existir.

  452. The book brings the case of an adult who got to the point of showing his child pornography collection tothe minor. The amount of smiling children in that kind of pornography is… surprising. You just have to remember that there are minors who take picutres and record videos of themselves. That would be production and possession of child pornography, even if it’s produced by the minor, without adult intervention, and even if the minor doesn’t share it (and even if they can consent, but haven’t reached age 18). From which we can conclude that a child doesn’t need to be forced or tortured to allow such pornography to exist.

  453. Quando alguém é pêgo com pornô infantil, qualquer tablóide pode dizer o que quiser dele, inclusive mentiras. Afinal, é um pedófilo maldito, certo? Quem se importa com sua dignidade?

  454. When someone is caught with child porn, any tabloid can say whatever they wish about them, including lies. After all, it’s a damn pedophile, right? Who cares about their dignity?

  455. Se por um lado existem relações entre adulto e menor que são traumáticas, por outro a reação popular também traumatiza o menor.

  456. If on one hand there are adult-child relationships that are traumatic, on the other hand the popular reaction also traumatizes the minor.

  457. É mais comum do que você pensa.

  458. It’s more common than you think.

  459. Alguns menores procuram adultos porque parceiros de sua idade simplesmente não atendem às expectativas.

  460. Some minors look for adults because partners of their age simply do not meet expectations.

  461. Existem mulheres que brigam pelo prazer de reatar.

  462. There are women who quarrel for the pleasure of reconciliation.

  463. Por que histórias com menininhas são mais detalhadas?

  464. Why are the accounts about little girls way more detailed?

  465. A estratégia do “ombro amigo” funciona bem. Talvez você devesse usar isso com um adulto de quem você é a fim. Novamente, estou anotando um livro… Não estou dizendo pra você ter romances com crianças.

  466. The “friendly shoulder” strategy works well. Maybe you should do that to an adult you like. Again, I’m reviewing a book… I’m not telling you to have affairs with children.

  467. Até pouco tempo, eu tinha medo de mulheres por causa de repetidas más experiências e preconceitos que me foram passados pelo meu ambiente. Mas há mulheres que temem homens pela mesma razão, porque foram ensinadas a isso.

  468. Until a while ago, I was scared of women due to several, repeated bad experiences and prejudices that were given to me by my environment. But there are women who fear men for the same reason, because they were taught to.

  469. Alguns pais que descobrem essas relações preferem resolver sozinhos sem envolver a polícia.

  470. Some parents who find out about those relationships prefer to solve it themselves without involving the police.

  471. O esforço de convencer o povo de que essas relações são sempre negativas só funciona com quem não teve relações positivas. Sou imune, então.

  472. The effort of convincing the masses that those relationships are always negative only works with those who didn’t have positive relationships. I’m immune, then.

  473. Há pessoas que ficam de luto por toda a vida após a morte do amado.

  474. There are people who mourn the death of a loved one until the day they die themselves.

  475. Ter sentimentos por pessoas mais velhas pode confundir o menor.

  476. Having feelings towards older people may confuse the minor.

  477. O fato de muitas dessas relações ocorrerem aos catorze anos valida nossa idade de consentimento no Brasil. Não há necessidade de aumentá-la. O fato de muitas dessas relações ocorrem aos doze anos valida a proposta de reduzi-la para doze. O fato de muitas dessas relações ocorrerem antes da puberdade nos faz pensar se idade de consentimento é necessária.

  478. The fact of many of those relationships occuring at age 14 validates age of consent in Brazil. There’s no need to raise our age of consent. The fact of many of those relationships occuring at age 12 validates the proposal to reduce age of consent in Brazil to 12. The fact of many of those relationships occuring before puberty makes us wonder if age of consent is necessary.

  479. Às vezes é preciso que um adulto ensine um menor a levar contracepção a sério.

  480. Sometimes a minor needs an adult to tell them to take contraception seriously.

  481. Aos catorze anos, um adolescente de hoje já sabe o bastante sobre seu corpo e funções sexuais, mesmo que não tenha aulas de educação sexual, pois tem fácil acesso à Internet, pode aprender por experiência própria e pode se informar com amigos. Claro, educação sexual seria melhor…

  482. At age 14, an adolescent already knows enough about their body and sexual functions, even if they didn’t have sexual education lessons, as they have easy access to Internet, can learn by own experience and can inform themselves with friends. Of course, sexual education would be better, tho…

  483. Aprender responsabilidade sexual com um adulto poupa o menor de aprender sozinho. Novamente, estou anotando um livro aqui. Não sou eu quem está dizendo. Não vá quebrar as leis.

  484. Learning sexual responsibility with an adult spares the minor from learning it themselves. Again, I’m making annotations on a book. It’s not me saying those things. Don’t go around breaking laws.

  485. Tem menores que crescem e dizem aos pedófilos pra, sim, quebrarem a lei “responsavelmente.” Rapaz, será que eu continuo esse livro ou paro aqui?

  486. There are minors who grow up and tell pedophiles to, yes, break the law, but “responsibly”. Man, should I continue reading this book or stop here?

  487. Há pedófilos que se contentam em abraçar a criança ou sentá-la em seu colo.

  488. There are pedophiles who are satisfied with hugging the child or sitting them on the lap.

  489. Uma relação pode acabar porque o menor sente que o adulto ama o menor mais do que o contrário. A sensação de que o menor não pode equilibrar o carinho o faz sentir que é injusto continuar com um adulto que ama tanto quando você não é capaz de amar na mesma quantidade. Isso é natural, acho, em relações na qual o menor é simplesmente muito jovem pra expressar sentimentos de amor (o qual não é simples afeição). Além disso, não há garantia de que ambos se amam na mesma quantidade também em relações entre adultos.

  490. A relationship may end because the minor feels that the adult loves the minor more than the other way around. The sensation of being unable to balance the mutual care makes the minor feel that it’s unfair to continue with an adult who is able to love só much while the minor can not love with the same intensity. That’s natural, I think, in relationships in which the minor is just too young to express feelings of love (which isn’t just affection). Plus, there’s no guarantee that both people love each other in the same intensity even in adult-adult relationships.

  491. Olha, lésbicas.

  492. Look, lesbians.

  493. Interessante como alguns ativistas de direitos dos homossexuais acreditam que jovens homossexuais podem se beneficiar de aprender com adultos.

  494. Interesting how some gay rights activists believe that young homosexuals can benefit from learning with an adult.

  495. Os relatos GW-03 e GW-04 são estranhamente parecidos. Erro de edição? Ou duas histórias da mesma pessoa?

  496. The accounts GW-03 and GW-04 are strangely alike. Edition mistake? Or two accounts by the same person?

  497. Uma das coisas que torna esse tipo de relação atraente para o menor é que ele não é tratado como alguém inferior ao adulto. O adulto não se impõe como alguém superior.

  498. One of the things that make this kind of relationships attractive for the minor is that the minor isn’t treated as someone who is inferior to the adult. Said adult doesn’t impose themselves as someone who is superior.

  499. É mais fácil um menor se sentir mal por estar numa relação com alguém do mesmo sexo do que estar numa relação com um adulto.

  500. It’s easier for the minor to feel bad for being in a same-sex relationship than in an adult-child relationship.

  501. Menores podem ter essas relações, sabendo que são erradas, sem sentir culpa.

  502. Minors may have those relationships, knowing they are wrong, without feeling guilt.

  503. Abuso doméstico, como chineladas, abuso sexual e golpes de cinturão, se ministrados pelo pai, podem fazer uma menina odiar homens.

  504. Domestic abuse, such as hits with sandals, sexual abuse, beltings, if given by the father, can make a girl grow up hating men.

  505. Julgar alguém por sua sexualidade apenas é injustiça.

  506. To judge someone only for their sexuality is unfair.

  507. Menores podem se apaixonar por adultos e ter seus sentimentos correspondidos. Isso é, na verdade, natural.

  508. Minors may fall in love with adults and have their feelings reciprocated. That is, actually, natural.

  509. Aí vem um “expert” dizer que o menor foi abusado.

  510. And then an “expert” comes to say that the minor was abused.

  511. Tem um monte de pessoas atraídas por menores que não admite em público.

  512. There’s a lot of minor-attracted people who won’t be open about it.

  513. É hipócrita que uma pessoa que teve boas relações na infância queira negar essas relações à juventude atual.

  514. It’s hypocrite for a person who had good relationships in childhood to deny those relationships to the current youth.

  515. Quem realmente está controlando quem: o adulto com quem o menor se relaciona ou o adulto que diz que a relação é errada, mesmo não oferecendo dano ou risco?

  516. Who is really controlling and manipulative: the adult whom the minor is having a relationships with or the adult who says that the relationship is wrong, even if it doesn’t offer damage or risk?

  517. Assumir que o menor não sabe de nada não o fará aprender. Se ele realmente não sabe, por que você não ensina? Por que a sociedade é tão avessa à educação sexual (que inclusive não compreende)?

  518. To assume that the minor knows nothing won’t make the minor learn. If the minor is unaware of things, why won’t you teach the minor? Why is society só averse to sexual education (which, in fact, is misunderstood)?

  519. A sexualidade infantil não deve ser ignorada como problema de menor ordem. Nem sequer é um problema, em primeiro lugar.

  520. Child sexuality shouldn’t be ignored as a problem of small intensity. It’s not even a problem to begin with.

  521. Dois menores por vezes ajudam um ao outro a conseguir parceiros adultos.

  522. Two minors sometimes help each other to find an adult partner.

  523. Sentindo que a relação pode acabar em desastre, o adulto pode se afastar. Mas esse adulto também pode se sentir mal quando a criança resolve também se afastar.

  524. Feeling that the relationship may end in a disaster, the adult my distance themselves. But that same adult may feel hurt if the child decides to distance themselves as well.

  525. Sexo pode não ocorrer.

  526. Sex may not happen.

  527. O adulto deve se responsabilizar pelo que ocorre com o menor.

  528. The adult must take responsibility for whatever happens to the minor.

  529. Uma pessoa pode ter sentimentos homossexuais na vida adulta e ainda assim ter dúvidas.

  530. A person can have homosexual feelings in adult life and still have doubts.

  531. Outra história que apareceu no Salon. Tudo bem, eles tem uma agenda afinal.

  532. Another report that appeared on Salon. Alright, they have an agenda…

  533. Alguns menores não têm sexo somente com quem amam (“ficantes”).

  534. Some minors don’t have sex only with those they love (“friends with benefits”).

  535. Alguns fiéis vão à igreja porque acham bonitas as celebrações. Isso me lembra que eu li em algum lugar que quarenta por cento dos católicos da França são ateus.

  536. Some church-goers only attend to church because they think the celebrations are beautiful. That reminds me that I read somewhere that 40% of the French Catholics are atheist.

  537. Chamar todas as relações com menores de idade de “abusivas” revela preguiça de pensar.

  538. To call “abusive” all relationships with minors reveals that the researcher is too lazy to think.

  539. É simples, é a política que torna complicado.

  540. It’s simple, it’s politics that turns it complex.

  541. O argumento contra o consentimento do menor é, principalmente, sua desinformação. Essa desinformação é teórica ou prática? Se teórica, há aulas de educação sexual, há fácil acesso à pornografia (que os menores não deveriam assistir, mas o fazem de qualquer forma), há experiências trocadas, entre outras formas de obtenção de informação, como artigos científicos na Internet. Se prática, só há um jeito de saber. Então, se o menor não pode ter relações porque nunca teve prática, ele nunca poderá tê-las: precisa de prática pra ter acesso à prática. E completar catorze anos não é substituto pra prática. A menos que você receba uma orgia de presente de aniversário.

  542. The argument against kiddy consent is, mainly, lack of information. Is that study or practice? If study, there are sex education lessons, there’s easy access to pornography (which minors shouldn’t watch, but do anyway), there are exchanged experiences, among others forms of obtaining information, such as scietific articles online. If it’s practice, there’s only one way to know. So, if a minor can not have relationships because they never had practice, then the minor won’t ever be able to have them: he needs practice to gain access to practice. And turning fourteen (age of consent in Brazil) doesn’t replace such. Unless you receive an orgy as birthday gift.

  543. Essa restrição revela superproteção. Em nome dessa superproteção, outras liberdades são vetadas aos menores. Para conseguir isso, é importante que o menor se sinta uma vítima, mesmo em atos que não lhe prejudicaram.

  544. That restriction reveals overprotection. In name of that overprotection, other freedoms are removed from minors. To achieve this, it’s important for the minor to feel like a victim, even if the act didn’t harm them.

  545. Outra do Salon, arre, égua!

  546. Another one from Salon, oh, gosh!

  547. Edmund White também foi selvagem.

  548. Edmund White was also wild.

  549. Tem menores que tiveram tanto sexo antes dos catorze que não conseguem lembrar todas as vezes. Chocante.

  550. There are minors who had só much sex before age 14 that they can’t even remember all those times. Shocking.

  551. Há um número de menores acessando sítios adultos e tendo conversas sexuais com adultos.

  552. There’s a number of minors using adult sites and having sexual conversations with adults.

  553. Os pais de antigamente eram mais permissivos sexualmente. Antigamente quer dizer “por volta da primeira guerra.”

  554. The parents of the previous generations were more sexually permissive. Previous generations in the sense of “around first World War.”

  555. Parece que é norma para os homossexuais ser contra a pedofilia. Muito bem, mas, só pra ter certeza, pegue um homossexual de uns trinta anos e pergunte pra ele com que idade ele perdeu a virgindade e qual era a idade do parceiro.

  556. It seems to be the norm between homosexuals to be against pedophilia. Very well, but, just to make sure, ask a 30-year-old homosexual at what age he lost his virginity and what was the partner’s age.

  557. “Se tem crianças que gostam, porque é sempre ilegal?”, perguntam alguns adultos que viveram nos anos cinquenta.

  558. If there are children who like it, why is it always illegal?”, some adults who lived in the fifties ask.

  559. A primeira experiência sexual de Pim Fortuyn foi quando ele tinha cinco anos. Tá no seu livro Babyboomers.

  560. Pim Fortuyn had his first sexual encounter when he as five. It’s in his book “Babyboomers”.

  561. Fazemos um alarde por causa de uma coisa que a criança nem acha significante. Novamente, falando aqui de relações positivas, não de abuso real.

  562. We make a huge deal because of something that the child doesn’t even find meaningful. Again, we are talking about positive relationships, not real abuse.

  563. Por vezes é mais seguro com um adulto. Não vão quebrar as leis, menores.

  564. Sometimes, it’s safer with an adult. Don’t go around breaking laws, minors.

  565. Não existem crianças inocentes.

  566. No such thing as innocent child.

  567. Mesmo que haja criança inocente, a presença de um adulto, mesmo que sexual, que faça bem as vezes de pai ainda é melhor do que não ter pai, se o que a criança quer é afeto na falta de um pai presente. Isso é especialmente verdadeiro em sociedades capitalistas, nas quais ambos os pais trabalham e a criança perde contato com eles. Porém, o fato de algumas crianças explorarem com adultos e outras crianças sugere que o objetivo não é achar um pai substituto.

  568. Even if such child does exist, the presence of an adult, even if a sexual adult, who does a good job at being a parent is still better than having no parent, if what the child wants is affection when an active parent is missing. That’s specially true in capitalistic societies, where both parents work a lot and the child loses contact with them. However, the fact that a same kid can explore with adults and peers suggests that the goal isn’t to find a surrogate parent.

  569. A existência de relatos positivos provavelmente não convecerá quem já acredita que todos esses contatos são ruins (“antis”).

  570. The existence of positive accouts likely won’t convince anyone who already believes that all those contacts are bad (“antis”).

  571. Mas a falta de ênfase nesses encontros produz mais preconceito.

  572. But the lack of emphasis in those encounters produces more prejudice.

  573. O menor pode parar se souber que é ilegal e que o ato tem consequências.

  574. The minor may stop if they notice that it’s illegal and that the act has consequences.

  575. O fato de uma pessoa nunca se envolver sexualmente com uma criança e se interessar também por adultos não a desqualifica como pedófila, se ela se sente excitada mais facilmente por crianças.

  576. The fact of a person never getting sexually involved to a child while feeling interest towards adults does not disqualify the person as pedophile, if it’s easier for a child to incite them arousal than an adult.

  577. Se o Lewis Carroll tivesse levado Alice pra cama, supondo que ela quisesse e confiasse nele, será que ela sairia traumatizada do quarto?

  578. If Lewis Carroll took Alice to bed, supposing that she would want it and trust him, would she come out traumatized from the bedroom?

  579. “Antis estão só desesperados por uma desculpa pra odiar.” É, também eu acho que tem muita gente que gosta de odiar.

  580. Antis are just desperate for an excuse to hate.” Yes, I also think that there’s a lot of people who like to hate.

  581. Alguns pedófilos assumidos recusam sexo com crianças apesar de a criança pedir, por razões éticas ou legais.

  582. Some open pedophiles refuse sex with children even if the child wants it, either for ethical or legal reasons.

  583. Ambos podem querer e nada acontecer.

  584. Both may want and still nothing happens.

  585. Michael Jackson era amigo do menino do Esqueceram de Mim. Esse menino, inclusive, defendeu Jackson das acusações de abuso de menores, das quais ele foi absolvido.

  586. Michael Jackson was friends with that boy from Home Alone. Said boy, by the way, defended Jackson against child abuse allegations, from which he was declared innocent after all.

  587. O número de relações positivas é provavelmente bem maior, porque esse é um assunto sobre o qual a maioria das pessoas prefere calar. É importante lembrar dos “três quartos” do Relatório Rind.

  588. The number of positive relationships is probably way higher, because that is a subject that most people would rather not talk about. It’s important to remember of the “3/4”, mentioned in Rind Report.

  589. Considerando que essas relações foram voluntárias, a hipótese de síndrome de Estocolmo não se aplica.

  590. Considering that those relationships were voluntary, the Stockholm syndrome hypothesis doesn’t apply.

  591. E se esses casos forem invenção? Cheque as referências!

  592. What if those accounts were made up? Check the references!

  593. Todos os pedófilos que estão saindo do armário nesta década, bem como todos os outros das décadas passadas envolvidos com o movimento, estão preocupados com a ética dessas relações. Nenhum deles quer “licença pra estuprar”.

  594. All those pedophiles who are coming out of the closet in this decade, as well as all others from previous decades who were involved with the movement, are worried with the ethics of those relationships. None of them wants “freedom to rape”.

  595. Se você acredita que eventos positivos são falsos, por que você não duvida dos eventos negativos? Eu posso questioná-los também.

  596. If you believe that positive accounts are fake, why don’t you doubt of the negative ones as well? I can question them too.

  597. Rejeitar a possibilidade de experiências positivas parece ser uma prática escusável somente ao analisar relações entre adultos e menores. Em qualquer outro contexto, isso seria visto como falta contra a imparcialidade.

  598. To reject the possibility of positive experiences seems to be excused only when analysing relationships between adults and minors. In any other context, that would be seen as an attack against impartiality.

  599. Se pergunte: como eu poderia ser convencido de que uma relação foi positiva? Se nada puder te convencer, é você que tem um problema. Você está disposto a ignorar a opinião da pessoa que teve a experiência, enquanto você não a teve. Você não sabe o que eles sentiram. E, no entanto, se sente livre pra concluir de forma totalmente oposta a eles.

  600. Ask yourself: how could I be convinced that a relationship was positive? If nothing can convince you, it’s you who have a problem. You are up to disregarding the opinion of the person who felt the experience, while you did not. You don’t know what they felt. And, nonetheless, you feel free to conclude the opposite of what the minors felt.

  601. É possível falar de consentimento em relações entre adulto e menor. Elas não são não-consentidas a priori, diz o autor.

  602. It’s possible to talk about consent in adult-child relationships. They aren’t non-consensual a priori, says the author.

  603. Essas relações, como relações entre dois adultos, não são somente sexuais. Há outros elementos, como afeição, proximidade emocional, apoio mútuo, entre outros. Em adição, o elemento sexual pode até estar completamente ausente.

  604. Those relationships, like adult-adult relationships, aren’t just sexual. There are other elements, such as affection, emotional closeness, mutual support, among others. In addition, the sexual element may even be completely absent.

  605. O fato de um terço das relações no livro envolverem menores pré-púberes evidencia a existência de sexualidade infantil. Ela não é como a sexualidade adulta, mas existe. Veja como bebês manipulam os genitais por vários minutos, sem razão aparente. Por que fazem isso? Porque é gostoso. É prazer sexual, mas o bebê, claro, não sabe que é. Ainda assim, é prazer sexual. Donde decorre que a puberdade apenas muda a forma de uma sexualidade que já existe.

  606. The fact that one third of the reltionships in the book involve prepubescent minors is an evidence of the existence of child sexuality. It’s not like adult sexuality, but is there. Notice how babies play with their genitals for several minutes, with no apparent reason. Why would they do that? Because it feels good. It’s sexual pleasure, but the baby, of course, doesn’t know that it is. Nonetheless, still sexual pleasure. From which we conclude that puberty only changes the shape of an already existing sexuality.

  607. Não há base científica para leis de idade de consentimento.

  608. There’s no scientific base for age of consent laws.

  609. Uma relação inofensiva que é aprovada pelo menor e por seus pais não precisa ser proibida. Era assim no Brasil antes de 2009, quando passou a vigorar o 217-A do Código Penal.

  610. A harmless relationship that is approved by the minor and by the minor’s parents doesn’t need to be forbidden. It was like that in Brazil before 2009, when the article 217-A of the Penal Code was approved.

  611. Se essas relações fossem totalmente sexuais, deveriam cessar quando o menor cresce. Mas grande parte continua.

  612. If those relationships were completely sexual, they were supposed to cease when the minor grows up. But a lot of them continue.

  613. É possível que o menor seja traumatizado após uma relação dessas devido à intervenção do serviço social ou da justiça. Isso, porém, não significa que todas as relações são naturalmente boas; abuso “de verdade” existe, tal como existem adultos que estupram adultos (e, diga-se de passagem, crianças que estupram crianças).

  614. It’s possible that the minor develops a trauma after such relationships thanks to the intervention of social services or justice. However, that doesn’t mean that all relationships are naturally good; “real” abuse exists, just like there are adults who rape other adults (and, just to poke the subject, there are also children who rape other children).

  615. Uma criança capaz de fazer amizade com outra criança e tirar proveito disso pode também fazer amizade com um adulto e tirar proveito disso.

  616. A child who is capable of building friendships with another child and benefit from it can also build a friendship with an adult and benefit from it.

  617. Uma relação entre adulto e menor deve julgada segundo mérito individual, de forma que cada relação seja um caso em si. Não há necessidade de condenar todas as relações entre adulto e menor, na medida em que, ao fazer isso, a justiça pune crimes sem vítima ao mesmo tempo que se arrisca a vitimar o menor. Não é pra isso que a justiça serve. Aliás, isso não é justo, ponto.

  618. An adult-child relationship must be judged according to it’s own merit, in a way that each relationship is a case in itself. There’s no need to declare all adult-child relationships illegal, because, in doing só, justice punishes victimless crimes at same time it risks victimizing the minor. That’s not what justice is for. Actually, it’s not justice, period.

  619. Mas, por razões morais, os pais devem ter o direito de proibir uma relação que julguem prejudicial. O que o Rivas quer é que voltemos à lei antiga que vigorava no Brasil antes de 2009.

  620. But, for ethical reasons, parents should still have the right to forbid relationships that they consider harmful. What Rivas wants is a return to the old law, that existed in Brazil before 2009.

  621. A pergunta que se deve fazer não é com que idade alguém pode se relacionar, mas quais os critérios éticos que devem ser levados em consideração nesse tipo específico de relacionamento. Em vez de proibir todas as relações com menores de catorze anos (porque é imoral privar alguém de um benefício sem custo, na medida em que é possível que o menor se beneficie), proibir relacionamentos violentos, dolorosos, não aprovados pelos pais, não aprovados pelo menor…

  622. The question that we should ask isn’t at what age can someone start having a relationship, but what are the ethical criteria that should be taken in consideration in that specific type of relationship. Instead of forbidding all relationships with people under age fourteen (because it’s immoral to deprive someone of a costless benefit, for as long as it’s possible for the minor to benefit from it), let’s forbid only relationships that are violent, painful, disapproved by parents, disapproved by the minor…

  623. O menor deve ter direito de se retirar da relação e não pode ser ordenado segredo.

  624. The minor has the right to stop the relationships and the adult may not order secrecy.

  625. Sexualidade não deve ser forçada. Alguém pode perguntar “um adulto numa relação com um menor não iria sempre forçar o sexo?”, mas o fato é que adultos éticos, em relações com outros adultos, não insistem em contato sexual se o parceiro não o quiser. Algumas relações são até castas. É como dizer que um adulto, quando excitado, não parará por nada, como uma besta sedenta de sexo. Mas você realmente machucaria uma criança por sexo, especialmente se você a ama?

  626. Sexuality must not be forced. Someone must ask “wouldn’t an adult in a relationship with a minor always force the sex?”, but fact is that ethical adults, in relationships with other adults, won’t insist in a sexual contact if the partner doesn’t want it. Some relationships are even devoid of sex. It’s like saying that an adult, when driven by arousal, won’t stop at anything, like a sex-crazed beast. But would you really hurt a child for sex, specially if you love them?

  627. A relação não pode causar dor e não pode ter consequências indesejadas.

  628. The relationship must not cause pain and must not have undesired consequences.

  629. Se o menor diz não ou talvez ou mais tarde ou qualquer coisa que não um “sim”, não cruze a linha.

  630. If the minor says no or maybe or perhaps later or anything other than “yes”, don’t cross the line.

  631. Esses critérios éticos devem orientar novas leis no futuro, mas, enquanto esse futuro não chega, não devemos quebrar leis já existentes.

  632. Those ethical criteria should help the creation of new laws in the future, but, while that future doesn’t arrive, we shouldn’t break existing laws.

  633. Se essas relações fossem liberadas e o menor não tivesse vergonha de falar delas, abuso de verdade seria mais fácil de descobrir, porque muitos menores não falam por vergonha.

  634. If those relationships were liberated and the minor didn’t feel embarrassed to talk about them, real abuse would be easier to discover, because many minors don’t disclose because of shame.

  635. Uma relação forçada, dolorosa, não aprovada pelos pais ou não aprovada pelo próprio menor ainda deve ser criminosa. Mas uma relação pacífica, saudável, aprovada pelo menor e por seus pais não precisa ser perseguida criminalmente.

  636. A relationship that is forced, painful, not approved by parents or not approved by the very minor must still be crime. But a relationships that is peaceful, healthy, approved by the minor and by the parents shouldn’t be criminally persecuted.

  637. Leis de idade de consentimento não apenas proíbem relações entre adulto e menor, mas também entre dois menores.

  638. Age of consent laws not only forbid adult-child relationships, but also child-child relationships.

  639. Se o menor for muito pequeno, isto é, criança, não deve haver qualquer penetração. Esses toques que nossos pais nos deram quando éramos crianças, por exemplo, não deveriam ser proibidos (e, no entanto, são proibidos desde 2009, se o juiz os considerar “atos libidinosos”, podendo colocar um pai na cadeia por até quinze anos por um ato cuja violência presumida a criança nem sentiu). Esses atos eram tão comuns, que passavam na televisão, se bem que superficialmente, como os indiozinhos no Castelo Rá-Tim-Bum ou a cena do Menino Maluquinho original em que a mãe dá banho no Maluquinho e tenta agarrar o “pirulito” dele. Isso nem era visto como escândalo e um monte de carícias aconteciam em casa. Mas a ONU achou que seria bom pra paz mundial proibir esses contatos no Brasil. Aliás, diga-se de passagem, a ONU faz um péssimo trabalho em manter a paz mundial. O que ela realmente é: um dispositivo de imperialismo cultural.

  640. If the minor is too young, that is, a child, there should be no penetration. That touching the our parents gave us shouldn’t be prohibited (but, however, they became illegal in 2009, if the judge considers them “libidinous acts”, which may put a father in jail for up to fifteen years for an act which the presumed violence the child didn’t even feel). Those acts were só common, that they would air on TV, albeit very superficially, like the little natives in Castelo Rá-Tim-Bum or that scene in the original Menino Maluquinho in which the mother bathes Maluquinho and tries to grab his “lolipop”. That wasn’t seen as scandalous and a lot of fondling happened indoors. But UN thought it would be good for world peace to pressure Brazil to illegalize those contacts. By the way, just to poke the subject, UN does a terrible job at keeping world peace. What it truly is: a cultural imperialism device.

  641. Se uma amizade tomar um aspecto sexual, os pais do menor devem saber.

  642. If a friendship gets a sexual dimmension, the parents must know.

  643. Em nenhuma relação, não importando a idade dos envolvidos, uma parte deve ver a outra como objeto.

  644. In a relationship, no matter the age of the involved parties, neither party should see the other as object.

  645. Se o adulto percerber que tudo o que o menor quer é envolvimento emocional, é isso que ele deve dar.

  646. If the adult notices that all that the minor wants is emotional involvement, that’s what the adult should give.

  647. Se essas relações fossem egoistas, os menores não deveriam se beneficiar. Se eles se beneficiam da relação com o adulto, é porque o adulto não é egoista.

  648. If those relationships were selfish, the minors wouldn’t benefit from it. If they benefit from a relationship with an adult, that’s because the adult is not selfish.

  649. Não é “sua” criança. Ela é livre.

  650. It’s not “your” child. The kid’s free.

  651. Elementos sociais devem ser levados em consideração. Se alguém souber, o menor seria prejudicado? Se uma relação tiver que ser mantida em segredo, talvez seja melhor não tê-la.

  652. Social elements must also be taken in consideration. If someone finds out, would the minor be harmed? If a relationship has to stay a secret, maybe it would be better to not have such relationship.

  653. Pode levar décadas pra que essas mudanças ocorram. Então, por enquanto, vamos ficar só na amizade, tá bom?

  654. It may take decades for those changes to occur. So, for now, let’s just be friends, alright?

  655. Por mais que o adulto ame o menor, ele não deve mimá-lo. O menor não pode desenvolver dependência pelo adulto.

  656. No matter how much the adult loves the minor, the adult must not spoil the kid. The minor must not develop a dependence on the adult.

  657. O adulto deve informar o menor sobre abuso sexual infantil “de verdade” e instrui-lo a denunciar.

  658. The adult should inform the minor of real child sexual abuse and instruct them to report.

  659. Os pais são os únicos que devem obrigatoriamente saber da relação. Não precisa ser segredo, mas você não sai por aí contando isso pra qualquer um.

  660. Parents are the only ones who absolutely must know about the relationship. It doesn’t need to be secret, but you don’t go around telling everyone about it.

  661. Essas relações não podem acabar subitamente, para evitar dor emocional.

  662. Those relationships shouldn’t end abruptly, to avoid emotional pain.

  663. Apesar de decididamente pró-contato, Rivas diz que, pelo menos no presente, é melhor ser “virtuoso”, isto é, celibatário em relação a menores.

  664. Despite being obviously pro-contact, Rivas says that, at least in present time, it’s better to be “virtuous”, that is, celibate when it comes to minors.

  665. Dizer que um pedófilo não compreende o amor ou é incapaz de senti-lo é preconceito.

  666. To say that a pedophile doesn’t understand love or is incapable of feeling it is prejudice.

  667. Uma relação prazerosa, indolor, aprovada pelo menor e aprovada pelos pais não é imoral.

  668. A pleasurable, painless, approved (by minor and parents) isn’t immoral.

  669. Uma relação que não entra nesses padrões deve ainda ser considerada ilegal, diz o autor.

  670. A relationship that doesn’t abide to that standard must still be considered illegal, says the author.

  671. Preconceito é imoral. Demonização de alguém por algo que você não compreende é imoral.

  672. Prejudice is immoral. Demonizing someone over something you do not understand is immoral.

  673. Não se deve operar essas mudanças sem que o estigma social seja removido.

  674. Those changes must not take place before the social stigma is removed.

  675. Valores morais desse “Código de Honra do Pedófilo” devem ser revisados periodicamente de acordo com novas descobertas científicas, acompanhando a reflexão filosófica do tempo. Tal código deve ser usado como fundação para leis de regulação.

  676. Moral values of such “Pedophile Honor Code” should be revised periodically, according to new scientific discoveries, following the pace the current philosophical reflection. Such code should be used as foundation of regulation laws.

  677. Alguns críticos dizem: “mesmo que essas leis sirvam para impedir abuso real, nenhum adulto as quereria seguir.” Falam como se o desejo sexual sobrepujasse a razão em todos os adultos atraídos por menores. Se isso fosse verdade, como se explica que há um número enorme de pedófilos que nunca tem relações com menores, nem nunca consome pornô infantil? Esse preconceito, diz o autor, é herdado pelos virpeds (pedófilos anti-contato), mas eu posso dizer, por minha experiência, que há um número de virpeds que não pensa dessa forma. Pelo que eu pude observar, há várias razões pra alguém ser anti-contato e a habilidade de um adulto em seguir um código de conduta sexual (coisa que, aliás, todos os adultos normais fazem em relações já permitidas) não é uma razão boa pra um punhado de anti-contatos. Eles são prova viva de que uma pessoa pode ter uma atração e seguir um código de ética, mesmo que seu código de ética seja abstinência total.

  678. Some critics say: “even if all those laws serve the purpose of preventing real abuse, no adult would be willing to follow them.” They speak as if sexual desire overwhelmed the reason of all minor-attracted adults. If that were true, how can one explain the large number of pedophiles who never have relationships with minors and never consume child porn? That prejudice is inherited by virpeds (anti-contact pedophiles), says the author, but I can say, from personal experience, that a number of virpeds do not think like that. From what I could observe, there are many reasons that make a person choose to be anti-contact path and the ability of an adult to follow a code of sexual conduct (something tht all normal adults already do in already legalized relationships, by the way) isn’t a good reason for a handful of anti-contacts. They are the living proof that someone can have an attraction and follow a code of ethics, even if their code is complete abstinence.

  679. Pedofilia é atração por menores pré-púberes, ponto. Ela não implica egoismo, psicopatia, vontade de sequestrar, tendência pra estuprar e matar, nem nada disso. Se uma pessoa chega a fazer isso, ou é um caso de comorbidade ou a pessoa não era pedófila (pois a pedofilia, como atração sexual, implica sentimentos de amor).

  680. Pedophilia is the attraction for pre-pubescent minors, period. It doesn’t imply selfishness, urges to kidnap, tendency to rape and kill, nothing of that. If a person gets to that point, it’s either a comorbidity or the person wasn’t a pedophile at all (because pedophilia, as sexual attraction, implies feelings of love).

  681. Se é o contato erótico que causa o dano, como é que crianças que tocam umas as outras não sofrem com isso?

  682. If it’s the erotic contact that causes the damage, how come two kids who fool around do not suffer with that?

  683. Se assumirmos que pedófilos têm pouco autocontrole, virpeds automaticamente perdem todo seu crédito. Como eles querem acabar com o estigma desse jeito? Assim, o anti-contato que diz que adultos atraídos por menores têm pouco autocontrole está implicando que pedófilos não podem ficar perto de crianças, logo, não podem participar da sociedade. O discurso de celibato completo se torna nulo. Mas é como eu disse, eu não vejo muitos virpeds dizendo que nosso autocontrole é precário.

  684. If we assume that pedophiles have little self-control, virpeds automatically lose all credit. How can they end stigma that way? That way, the anti-contact who says that minor-attracted adults have little self-control is implying that pedophiles shouldn’t be allowed around children, thus, can not participate in society. The discourse of complete celibacy turns null. But it’s like what I said, I don’t see many virpeds saying that our self-control is crippled.

  685. Se a criança não fala muito com os pais sobre seu amigo adulto, os pais devem perguntar.

  686. If the child doesn’t talk about his adult friend with their parents, the parents must ask.

  687. É o estigma social que faz com que a emancipação dessas relações seja vista como uma utopia. Basta lembrar que um monte de adolescentes de catorze anos tinha vida sexual ativa e saudável antes de 2009 no Brasil. Mas como? Isso não deveria ser utópico? É que, na época, havia mais tolerância. E nada de valor foi perdido.

  688. It’s social stigma that makes the emancipation of those relationships be seen as an utopia. You just have to remember that a lot of fourteen-year-old teens had active and healthy sexual lives in Brazil before 2009. But how? Wasn’t that supposed to be utopic? That’s because, back then, there was more tolerance. And nothing of value was lost.

  689. Relações entre adultos e menores devem ser, de alguma forma, monitoradas pelos pais. O autor não advoga que as crianças ou adolescentes devam tomar decisões como essa a despeito do posicionamento dos pais.

  690. Relationships between adults and minors must be, somehow, monitored by the parents. The author doesn’t advocate that children or teens should take such decisions despite what parents think.

  691. A evidência de que o cérebro humano só chega à maturidade aos vinte e três anos não serve contra a emancipação desses relacionamentos: primeiro, porque essa evidência sugere que a idade de consentimento deveria ser vinte e três e, segundo, porque ela indica que dois menores não devem namorar ou ter relações antes dos vinte e três. Isso é ruim tanto pra menores quanto pra adultos. Ou se usa a evidência toda ou não se usa, em vez de usá-la seletivamente. Além do mais, há evidência contrária também. Supondo que o cérebro humano já tenha capacidade cognitiva madura o bastante antes dos vinte e três, menores só agem de forma errática porque adultos não lhes ensinam a se comportar de forma madura. E como vão ensinar, se o pânico moral em relação à pedofilia desencoraja adultos que poderiam mostrar afeição? A criança e o adolescente ficam presos ao aprendizado entre si, em vez de aprender de alguém mais experiente (o que explica porque gravidez adolescente acontece mais entre casais de jovens).

  692. The evidence that the human brain only reaches maturity at age 23 doesn’t serve against the emancipation of those relationships: first, because said evidence suggests that age of consent should be 23 and, second, because it implies that two minors shouldn’t date or have relationships before age 23. That’s bad both for minors and adults. You either use the whole evidence or don’t use it at all, rather than using selectively. Plus, there’s evidence against as well. Supposing that the minor’s brain reaches cognitive maturity before age 23, then minors only act irresponsibly because adults don’t teach them to behave in a mature manner. And how can they teach, if the moral panic towards pedophilia discourages adults who are willing to display affection? The child and the teen are stuck with learning from each other, rather than someone experienced (which explains why teenage pregnancy occurs more often in teen couples).

  693. Além do mais, esse argumento pressupõe que pessoas abaixo de vinte e três anos são sexualmente ignorantes.

  694. Plus, that argument supposes that people under age 23 are sexually ignorant.

  695. Se adultos não são capazes de agir eticamente em um relacionamento com um menor, supondo que tal fosse legalizado, por que então se espera que dois menores em relação entre si ajam eticamente, se o menor supostamente é menos mentalmente capaz?

  696. If adults aren’t capable of acting ethically in a relationship with a minor, supposing that such was legalized, how can we expect two minors to act ethically in a relationship between each other, if minors are supposedly less mentally capable?

  697. Como dito, alguns pais deixam porque veem que a criança não está sendo prejudicada e quer continuar.

  698. As said, some parents allow because they see that the child isn’t being harmed and wants to continue.

  699. As crianças e os adolescentes devem conhecer seus direitos. O problema é que ninguém quer falar disso, pra não perder o controle sobre os menores.

  700. Children and adolescentes must know their rights. Problem is that no one wants to talk about that, to not lose control over those minors.

  701. O debate atual sobre a pedofilia foca no indivíduo e não na relação. Querem que o adulto seja feliz apesar de abstinente, o que já é o começo, mas se recusam a pensar sobre o que torna uma relação positiva ou negativa. Ou assumem que é sempre negativa, o que não é verdade, ou não querem debater pra não perder fundos estatais. Pensam “como evitar?” em vez de “é necessário evitar?”

  702. The current debate about pedophilia focuses on individuals and not the relationship. They want the adult to live happily despite abstinent, which is a start, but they refuse to think about what makes a relationship positive or not. They either assume it’s always negative, which isn’t true, or do not want to debate it to not lose State funds. They think “how to prevent?” rather than “is it needed to prevent?”

  703. Para o autor, é necessária uma nova leva de intelectuais que sejam mais abertos a direções radicais de pesquisa, porque a leva atual não quer falar sobre isso. Então, é preciso que os ventos mudem na ciência e na filosofia antes que possamos fazer quaisquer mudanças mais liberais nas leis de idade de consentimento. Eu não penso dessa forma. Concordo que é preciso diminuir o estigma até sua erradicação, mas creio que será necessária também uma nova leva de políticos e um aumento da aceitação por parte da população leiga. Isso porque pesquisadores têm carreiras pra manter e não querem causar ultraje público. O público precisa mudar primeiro.

  704. For the author, a new wave of intellectuals who are more open to radical research directions is needed, because the current wave isn’t willing to discuss it. So, a change in science and philosophy is needed before we can make any liberal changes in age of consent laws. I don’t think like that. I agree that reducing stigma to erradication is needed, but I believe that a new wave of politicians and growing acceptance among laymen are also needed. Because many researchers do not want to touch the subject, as they have careers to keep and don’t want public outrages. The public needs to change first.

  705. A homossexualidade ainda não é aceita o bastante, já que há menores com medo de se assumirem.

  706. Homosexuality isn’t fully accepted yet, as there are minors who are scared of coming out.

  707. E se o menor gostar tanto que acabe nunca encontrando, na idade adulta, um parceiro tão bom como o adulto com quem se relacionou na infância? Isso acontece também entre adultos. Quem nunca rompeu e se arrependeu, e depois viu que não podia voltar?

  708. What if the minor likes it só much that they end up never meeting, in adult life, someone as good as that adult who had a relationship with them during childhood? That also happens between adults. Who never regretted an irreversible break-up?

  709. O pânico moral é tamanho que, na falta de argumento, se inventam razões contra.

  710. The moral panic is such that, in the absence of argument, people make up reasons against.

  711. Há esforço midiático sincero em fazer relações positivas e negativas parecerem a mesma coisa. Vitimização secundária é também exposta como intrínseca.

  712. There’s a sincere media effort into making positive and negative relationships look like the same thing. Secondary victimization also is exposed as intrinsic.

  713. Um número de pesquisadores rejeita dados positivos de caso pensado.

  714. A number of researchers reject positive data knowing that it’s a fault against impartiality.

  715. Relações humanas positivas merecem proteção, não perseguição.

  716. Positive relationships between humans deserve protection, not persecution.

  717. A disparidade quantitativa entre estudos sobre consequências negativas e estudos sobre consequências positivas mostra como esse debate é viciado. Se a existência de relações positivas se tornar de conhecimento público, será uma questão de tempo até que pessoas descubram que sua qualidade é quase tão boa quanto a de relações entre adultos. Se pessoas pensarem dessa forma, podem também pensar que é injusto manter relações positivas ilegais, o que poderia se somar à crescente rejeição a leis de idade de consentimento (especialmente em locais onde é dezesseis ou mais). Daí, a sociedade mudaria e por aí vai. Manter as pessoas ignorantes sobre relações positivas é essencial para manter a sociedade como está. E isso é lucrativo.

  718. The quantitative disparity between studies on negative consequences and studies on positive consequences shows how much this debate is vice-laden. If the existence of positive relationships becomes public knowledge, it’s a matter of time until people find out that their quality if almost as good as adult relationships. If people think like that, they might think it’s unfair to keep them illegal, which could sum up with the growing displease with age of consent laws (specially in countries where it’s 16 or more). And then, society will change and só on. Keeping people unaware of positive encounters is essential for keeping the society unchanged. And that’s lucrative.

  719. O excesso de proteção pode impedir a criança de amadurecer a um passo natural.

  720. Excess of protection may keep the child from maturing at a natural pace.

  721. A afirmação de que “relações com menores são violentas por definição e que qualquer que diga o contrário é um estuprador potencial” carece de provas. É duplo preconceito.

  722. The affirmation that “relationships with minors are violent by definition and that anyone who says the opposite is a potential rapist” lacks proofs. It’s double prejudice.

  723. Esse preconceito é reforçado pelo uso de amostras forenses na pesquisa sobre pedofilia. Esse problema começou a ser remediado na década passada.

  724. That prejudice is reinforced by the use of forensic samples in research about pedophilia. This problem began to be remedied in the previous decade.

  725. O fato de o consenso atual não ser imparcial já basta pra que o rejeitemos.

  726. The fact that the current consensus is not impartial is enough reason for it’s rejection.

  727. O fato de que o preconceito das pessoas ainda existiria após a legalização não basta pra mantê-las ilegais. Existe preconceito contra homossexuais até hoje e esse preconceito diminui. Acho até que o preconceito contra relações intergeracionais seria superado mais cedo, porque o menor em relação positiva com um adulto amadurece mais rápido, inclusive intelectualmente, se devemos crédito aos casos do livro. Assim, haveria utilidade. Não seria uma coisa feita por puro prazer. Uma das razões pra homossexualidade ainda ser rejeitada pelos mais conservadores é de que a homossexualidade “não serve pra outra coisa além de prazer.” É assim que eu penso, mas não Rivas.

  728. The fact that the prejudice would endure even after legalization isn’t enough to keep them illegal. There’s prejudice against homosexuals even today and said prejudice is decreasing. I even think that the prejudice against intergenerational relationships would be overcomed easier, because the minor in a positive relationship with an adult matures quicker, including in an intellectual sense, if we owe credit to the testimonials in this book. So, there would be an use. It wouldn’t be something that brings just pleasure. One of the reasons for homosexuality to be still rejected by more conservative people is that homosexuality “serves no other purpose, but pleasure alone”. That’s how I think, but not Rivas.

  729. A forma padrão de pesquisar a pedofilia é humilhante e desumanizante.

  730. The standard way to research pedophilia is humiliating and dehumanizing.

  731. O tratamento atualmente recebido pela pedofilia é o tratamento antes recebido pela homosexualidade. E agora homossexuais têm preconceito contra pedófilos.

  732. The way people currently treat pedophilia is the way people used to treat homosexuality. And now homosexuals nurture prejudice about pedophiles.

  733. Existem pedófilos perfeitamente sãos.

  734. There are perfectly sane pedophiles.

  735. Pedófilos não devem pensar que estão doentes.

  736. Pedophiles must not think that they are ill.

  737. Alguns (leia-se, Finkelhor) acreditam que o fato de haver relações positivas não invalida o fato de relações entre adulto e menor ainda serem imorais. Algumas pessoas que mantém essa visão argumentam que existem escravos felizes com sua condição. Mas comparar pedofilia e escravidão é descabido: a essência da escravidão é a falta da liberdade, que é um mal, ao passo que a essência de relações positivas entre adulto e menor é o amor entre os dois e o prazer sexual. Assim, um é essencialmente errado, o outro não é. Então, não dá pra concluir que pedofilia é sempre errado porque escravidão é sempre errado, mesmo existindo escravos felizes.

  738. Some (read, Finkelhor) believe that the existence of positive outcomes doesn’t invalidate the fact that adult-child relationships are still immoral. Some people who uphold that vision argue that there are slaves who are happy with their condition. But comparing pedophilia and slavery is nonsense: the essence of slavery is the lack of freedom, which is evil, while the essence of positive relationships between adult and minor is the love between them and the sexual pleasure. So, one is essentially wrong, the other is not. That means that we can’t conclude that pedophilia is always wrong because slavery is always wrong, despite the existence of happy slaves.

  739. Aliás, o fato de existirem menores que querem essas relações mostra como as leis de idade de consentimento se mostram como uma forma de controle e, portanto, de redução da liberdade.

  740. In fact, the existence of minors who want those relationships shows how age of consent laws seem to be a form of control and, because of that, a curbing of freedom.

  741. Rejeitar essas relações sem conhecer os dois lados revela preconceito, em vez de bom senso.

  742. Rejecting those relationships without knowing both sides reveals prejudice, rather than common sense.

Anúncios
Older Posts »

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: