Analecto

6 de agosto de 2020

Por que não usar o mesmo nome de usuário em todos os lugares.

Filed under: Computadores e Internet — Tags:, , , — Yure @ 12:20

Então, esses dias, um cara querendo se promover começou a circular uma lista de desenhistas que fazem arte “questionável”. É um cavaleiro moral. Esse negócio de listar pessoas me lembra o suposto dossiê governamental contra antifascistas e é odioso pelas mesmas razões: alguém, cedo ou tarde, usará a lista pra conduzir assédio moral, perseguição ou coisa pior. Mas todas as pessoas que figuram na lista de artistas questionáveis cometeram o mesmo erro: usam o mesmo nome de usuário em todas as contas que têm.

Isso é um buraco deste tamanho na sua privacidade. Quando você usa o mesmo nome de usuário em seu perfil no Twitter e seu perfil no Facebook, ao mesmo tempo que você liga os dois, você facilita doxxing. Imagine só: você faz uma piada sem graça no Twitter, alguém fica ofendido, segue pro seu Facebook ou Linkedin através do Twitter, acha seu chefe e o notifica. Amigo, pelo amor de Deus, a culpa é sua.

Compartilhar o que você não deve na Internet já é ruim o bastante, mas compartilhar tudo, sob o mesmo nome, em diferentes sites é criar uma enciclopédia sobre si mesmo. Todas as informações sobre você se tornam facilmente coletáveis e indexáveis. Agora, se você usa um nome de usuário no Facebook e outro no Twitter, e não mostra seu Facebook no seu Twitter (e vice-versa), fica difícil ligar os pontos e coletar, no Facebook, dados que por ventura não estejam no Twitter. Você não precisa fingir ser uma pessoa diferente, basta que não use as mesmas informações de login e não preencha seu perfil além do necessário.

E, mesmo usando este truque, você precisa ser responsável com o que você compartilha online! Alguns sites requerem o uso do nome completo. Em tais sites, no qual sua informação mais íntima está guardada no servidor, você só deveria falar de trabalho. Em locais onde o nome completo não é necessário pra registrar, você pode se dar ao luxo de postar mais irresponsavelmente, desde que não mencione sua conta “séria”. Novamente: isso não é o mesmo que fingir ser outra pessoa, mas apenas uma tentativa de dificultar que atos de abuso online progridam até atingir você fora da Internet. Você é você mesmo em todos os lugares, mas, em cada site, seria interessante se registrar com um nome de login e senha diferente.

Aliás, se você quiser levar este conselho adiante, use um site diferente para cada coisa. Exemplo: no Twitter, você fala besteira e posta memes; no Facebook, você fala da sua vida pessoal, exceto trabalho; no Linkedin, você fala de trabalho; no Whatsapp, você passa nudes; no WordPress, você milita… E por aí vai. Dando um propósito distinto pra cada conta, um comportamento potencialmente ofensivo cometido em uma não pode ser facilmente ligado a uma outra conta, com outro propósito, em outro site. Usar tudo pras mesmas coisas, com o mesmo nome, acaba se tornando, além de irresponsável, redundante: se você vai usar tudo pra mesma coisa, por que não ter só uma conta em um site? Qual a necessidade de um Facebook e um Twitter? Se você não tem nenhum problema em formar uma identidade sólida online, um só serviço não basta? Talvez você deva reconsiderar seu uso das redes sociais, se você usa todas pros mesmos propósitos.

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: