O que aprendi lendo “A Didática Como Fator de Qualidade no Processo de Ensino Aprendizagem”.

A Didática Como Fator de Qualidade no Processo de Ensino Aprendizagem” foi escrito por Amanda e Alessandra. Abaixo, o que aprendi lendo esse texto.

  1. Ensino tradicional, o mero repasse de conteúdo, não é didática.

  2. Didática é uma forma de ensinar de determinada forma que facilite ao aluno alcançar um determinado objetivo.

  3. Assim, para que haja didática, isto é, para que haja um método de ensino, é preciso que se descubra por que eu estou ensinando e o que eu quero daquele aluno.

  4. Didática, como prática, é pedagogia aplicada: é o uso da teoria pedagógica na situação prática de ensino.

  5. Já a didática como área do pensamento é o estudo das técnicas de ensinar.

  6. A didática implica intervenção ativa do professor no processo de aprendizagem do aluno

  7. Assim, “aprender sozinho” não implica didática: só há didática se houver um professor, o que exclui do campo da didática como ciência o autodidatismo.

  8. A ideia de que a educação é direito de todos tem origem religiosa, protestante, mais especificamente: o criador da didática moderna, Comênio, era pastor e concluía que a educação é direito de todos porque é um meio de se aproximar de Deus.

  9. A educação deve partir do conhecido, em direção ao desconhecido.

  10. Com a ascensão da burguesia, a demanda pela Didática Magna cresceu.

  11. Isso porque os meios de educação clássicos, baseados na memorização e na separação entre ensino e vida concreta, não atendia às demandas burguesas.

  12. Comênio que a criança se civilizasse, enquanto que Rousseau queria que a criança não fosse corrompida pela civilização.

  13. Permitir professores sem formação naquilo que ensinam é um retrocesso.

  14. Comênio queria um método de ensino no qual os alunos aprendessem mais, sem que o professor ensinasse mais, reduzindo o ruído e o excesso de trabalho em sala de aula, tanto para alunos quanto pra professores.

  15. Ele também esperava com isso reduzir os problemas da cristandade.

  16. Não é possível ensinar sem um objetivo: é pelo objetivo que se pensa na técnica pra atingi-lo.

  17. A ação dos professores deve ser conjunta.

  18. As técnicas de ensino empregadas antes da Didática Magna ainda sobrevivem na forma de “ensino tradicional” (aquele no qual o professor leciona e espera que o aluno memorize e reproduza).

  19. Esse tipo de ensino não favorece o desenvolvimento individual.

  20. O ensino deve partir do que o aluno já sabe.

  21. Uma boa didática observa a aprendizagem casual do aluno, pra usar seus hábitos de aprendizagem espontânea didaticamente.

  22. A didática deve fazer parte de um projeto de desenvolvimento do povo.

Publicado por Yure

Quando eu me formei, minha turma teve que fazer um juramento coletivo. Como minha religião não me permite jurar nem prometer, eu só mexi os lábios, mas resolvi viver com os objetivos do juramento em mente de qualquer forma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: