As aulas não mais me afetam.


As aulas de história da filosofia não surtem mais efeito em mim, o que é um excelente sinal. Minha felicidade voltou e me sinto apto a encarar o mundo novamente. Fora isso, entreguei meu artigo à professora e aqui está o resultado dos meus esforços:

https://docs.google.com/document/d/1PZTJu6EY9Dgh68gZI1Razhk4J0ndfsHcT3eUW3L1k-g/edit

   O Brasil foi exposto à filosofia europeia momentos após o descobrimento, quando a Companhia de Jesus entrou no Brasil a fim de catequizar os nativos. Os temas tratados eram, obviamente, extremamente religiosos, como a natureza de Deus, as formas de prová-lo e a maioria das doutrinas de Aristóteles e São Tomás de Aquino.

    Muitos diriam que aquilo não era realmente filosofia, mas a preparação do nativo para defender racionalmente o catolicismo, por tanto, tratava-se de propagação ideológica. Porém, houve um lado bom nisso, com a criação de colégios, mesmo que administrados por jesuítas, no Brasil.

    Com o passar do tempo e com a influência do Iluminismo, as coisas mudaram em Portugal: a relação entre Igreja e Estado começava a ser questionada, a aristocracia entrava em crise, o empirismo ascendia rapidamente e a companhia de Jesus foi expulsa do Brasil.

    O sistema educacional brasileiro distanciou-se do seu caráter religioso, voltando-se para a aplicação prática dos ensinos que os alunos absorviam e para as ciências. Contudo, para evitar que a população brasileira fugisse do controle de Portugal,  o empirismo ensinado aqui era selecionado, censurado.


Uma resposta para “As aulas não mais me afetam.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: