Analecto

16 de janeiro de 2015

Anotações sobre “Alcibíades I”.

Filed under: Livros, Passatempos — Tags:, , , , — Yure @ 18:13

“Alcibíades I” foi escrito por Platão. Abaixo, algumas afirmações feitas nesse texto. Elas não são citações e não necessariamente refletem minha opinião sobre o assunto.

  1. Quando você está em dúvida, você chama um profissional.
  2. É vergonhoso para o técnico não saber o nome de sua técnica.
  3. Você não deve entrar em guerra se isso for injusto.
  4. Não há consenso sobre o que é justiça.
  5. Não é possível ensinar o que não sabemos.
  6. Quando uma pessoa se contradiz, ela não sabe muito bem do que está falando.
  7. Você só pode duvidar quando você sabe que não conhece bem o assunto.
  8. O pior tipo de ignorância é a do ignorante que acha que sabe alguma coisa.
  9. Os erros da política vêm da ignorância dos políticos sobre o que é justo e o que não é.
  10. Quem sabe, ensina.
  11. Quando você se acostuma com a ignorância, você não a percebe mais.
  12. A hora de ser corrigido é quando ainda se é jovem.
  13. Cuidar bem de algo é deixá-lo em condição melhor ou mantê-la em condição boa.
  14. A arte de cuidar de si mesmo não é a mesma arte de cuidar dos próprios pertences.
  15. Se você não conhece algo, não pode cuidar dele.
  16. A pessoa não é seu corpo.
  17. Podemos chamar de sábio quem se conhece.
  18. Quem “ama” alguém por sua aparência, não ama a pessoa, mas seu corpo, que é um pertence.
  19. O conhecimento de si mesmo, isto é, da alma, vem por se reconhecer no outro.
  20. Sem esse conhecimento, não é possível cuidar de nós mesmos.
  21. Um político que não pode cuidar de si mesmo não pode cuidar dos outros, logo é um mau político.
  22. Não é ficando rico que se fica feliz, mas ficando sábio.
  23. Um povo feliz é um povo virtuoso, não um povo rico.
  24. Não pode ensinar virtude quem não a tem.
Anúncios

4 Comentários »

  1. […] ao conceber sua sociedade perfeita, precisou conhecer a natureza humana a fim de ter vantagem nela. Ele não quis levar os seres humanos a um comportamento menos […]

    Curtir

    Pingback por Anotações sobre o Emílio. | Pedra, Papel e Tesoura. — 12 de dezembro de 2016 @ 21:07

  2. […] é possível conhecer a nós mesmos […]

    Curtir

    Pingback por Anotações sobre o dicionário filosófico. | Pedra, Papel e Tesoura. — 27 de setembro de 2016 @ 14:19

  3. […] governante deve levar em consideração o ser humano como gênero. Não deve pensar que todos são iguais a ele em todos os aspectos, mas que todos são seres […]

    Curtir

    Pingback por Anotações sobre o leviatã. | Pedra, Papel e Tesoura. — 6 de junho de 2016 @ 20:53

  4. […] da Alma, Pensamentos para Mim Mesmo, Carta a Meneceu e a Ética a Nicômaco. Ano passado, li Alcibíades I, Apologia de Sócrates, República, Elogio de Helena, Fédon, Fedro, Mênon, Metafísica, dois […]

    Curtir

    Pingback por Carta trocada com um amigo. | Pedra, Papel e Tesoura. — 22 de junho de 2015 @ 09:54


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: